Asus aposta em design e novo componente da Qualcomm em Zenfones

Aparelhos Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2 chegam com foco no básico

São Paulo – Fora da lista da consultoria chinesa Counterpoint Research das cinco fabricantes que mais venderam smartphones na América Latina em 2018, liderada por Samsung, Motorola e Huawei, a Asus continua a crescer no mercado brasileiro e, nesta semana, traz ao mercado dois novos aparelhos. Chamados Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2, os dispositivos miram no consumidor que busca produtos com especificações técnicas melhores do que as dos seus atuais.

Mais velocidade de processamento, mais espaço na memória, câmeras melhores e bateria de longa duração são os principais desejos, de acordo com uma pesquisa realizada pela própria empresa, com mais de 5 mil pessoas no Brasil.

O Zenfone Max Shot é a principal aposta. Ele vem com três câmeras traseiras (duas usadas para criar retratos com fundo desfocado ou tirar fotos tradicionais e uma grande angular, como a lente de uma câmera de ação GoPro). As câmeras contam com 12, 5 e 8 megapixels, sendo essa última a que tem captura de até 120 graus. A câmera frontal do aparelho tem 8 megapixels, grava vídeos em resolução Full HD e conta com flash LED.

Asus Zenfone Max Shot e Zenfone Max Plus M2 Asus: novos aparelhos têm duas ou três câmeras traseiras para fotos desfocadas e amplas

Asus: novos aparelhos têm duas ou três câmeras traseiras para fotos desfocadas e amplas (Lucas Agrela/Site EXAME)

Por dentro, o Max Shot conta com um novo módulo da Qualcomm chamado QSiP 1. Ele reúne mais de 400 componentes, como processador de aplicativos, modem e Wi-Fi, em um componente menor do que o SoC (System on a Chip) usado em todos os demais celulares com chips da Qualcomm.

Entre os dois lançamentos, o Shot é que tem melhores especificações técnicas. Ele chega com até 64 GB na memória e 4 GB de RAM. Ele tem também o processador gráfico (GPU) Adreno 506, que promete boa performance para jogos. A tela de 6,26 polegadas tem resolução Full HD para reprodução de filmes, séries ou vídeos do YouTube.

Já o Zenfone Max Plus M2 é mais modesto e tem 3 GB de RAM e 32 GB de espaço. Ele vem apenas com duas câmeras traseiras, sem a grande angular. A câmera frontal tem

Os preços dos aparelhos, à vista, são de 1.499 reais a 1.699 reais para o Max Shot e de 1.399 reais para o Max Plus M2.

Renato Meirelles, analista da consultoria americana IDC, diz que a Asus vive uma boa fase, vindo de um crescimento alto em relação ao ano de 2017. O motivo é ter acertado nos desejos do consumidor. “O diferencial desses modelos para a Asus é que a empresa, em 2018, foi uma das poucas fabricantes que cresceu em 2018 na comparação anual. 2018 foi um ano muito bom para a Asus, principalmente por causa da linha Zenfone 5, que tinha características bem próximas às do iPhone, com a tela ampla com o recorte na parte superior central. Essa linha tem especificações premium e preço acessível para o consumidor, o que a Apple não conseguiu oferecer em 2018. Foi um crescimento positivo e alto para a Asus, frente até as grandes fabricantes do mercado”, afirma Meirelles, em entrevista a EXAME.

O analista conta que o novo módulo da Qualcomm foi o que viabilizou a oferta de uma bateria maior, de 4.000 mAh (frente aos 3.000 mAh da média de mercado), o que deve atender a um importante desejo do consumidor brasileiro. A expectativa para a Asus em 2019 é positiva. Mesmo diante da iminente chegada de Xiaomi e Huawei ao mercado brasileiro, a empresa taiwanesa deve continuar a crescer.