Assange processa EUA por espionagem na Alemanha

Berlim - O fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, abriu um processo na Alemanha contra um soldado americano que o espionou durante uma conferência em Berlim...

Berlim – O fundador do site WikiLeaks, Julian Assange, abriu um processo na Alemanha contra um soldado americano que o espionou durante uma conferência em Berlim em 2009, informou nesta quarta-feira uma fonte judicial.

“A queixa foi registrada ontem à tarde”, declarou a Promotoria Federal situada em Karlsruhe (oeste), em um comunicado lacônico que confirma as informações da cadeia de televisão pública NDR e do jornal Süddeutsche Zeitung.

Assange afirma que um ex-marine, então baseado em Stuttgart, identificado na imprensa com o nome de Matthew H., confessou tê-lo espionado durante um testemunho em um processo contra Bradley Manning, condenado em agosto a 35 anos de prisão por ter entregue ao WikiLeaks milhares de documentos confidenciais.

Este marine também teria vigiado Assange durante um Chaos Computer Club 2009, uma grande reunião de hackers, assim como o cofundador alemão do WikiLeaks, Daniel Domscheid-Berg, e o francês Jeremie Zimmermann, que milita pela defesa dos direitos humanos e a liberdade na internet.

Em seu processo, Assange afirma que foi alvo de atividades de espionagem estrangeira em território alemão, o que é ilegal.

Assange está refugiado desde junho de 2012 na embaixada do Equador em Londres para escapar de uma extradição para a Suécia, onde deve responder por supostas acusações de agressão sexual.

Ele teme ser extraditado para os Estados Unidos, cujo governo está furioso com o vazamento de documentos secretos passado a Assange por Bradley Manning.