Apple propõe pagar US$ 100 milhões para indenizar clientes

Apple concordou em pagar cerca de 100 milhões de dólares em vouchers da iTunes Store para pais que tiveram suas contas infladas por seus filhos

São Paulo – A Apple concordou em pagar cerca de 100 milhões de dólares em vouchers da iTunes Store para pais que tiveram suas contas infladas por seus filhos, a partir de seus iPads ou iPhones.

Segundo o acordo proposto pela Apple, os pais que tiveram suas contas aumentadas entre cinco e 30 dólares poderão ter o mesmo valor ressarcido.

Aqueles que as compras não autorizadas ultrapassaram 30 dólares poderão pedir o dinheiro de volta.

De acordo com a Apple, o acordo pode atingir cerca de 23 milhões de usuários, os quais precisam receber autorização preliminar de um juiz para serem ressarcidos.

A ação coletiva foi imposta contra a Apple em 2011 e tinha como foco os chamados “apps iscas” – jogos gratuitos para crianças que obtém receita com a venda de itens virtuais, os chamados “social goods”.

Na época do processo, o iOS permitia que compras fossem feitas até 15 minutos após a inserção de senha sem uma nova verificação.

Desta forma, após fazer o download de um game para seu filho, a criança tinha uma janela para utilizar o cartão de crédito do pai dentro do app.

O processo relata casos de crianças que gastaram até 365 dólares em peixes virtuais.

A ação, que corre em um tribunal da Califórnia, é válida apenas para usuários americanos e britânicos da iTunes Store.