Apple, Facebook, Google e Microsoft pedem transparência à NSA

As empresas escreveram uma carta aberta pedindo mudanças à NSA

Após a polêmica mundial gerada pelo programa de monitoramento de dados do governo americano, AOL, Apple, Facebook, Google, Microsoft e Yahoo divulgaram uma carta aberta em apoio ao USA Freedom Act, que tenta limitar a coleta de dados pessoais realizada pela NSA (Agência de Segurança Nacional dos EUA).

A carta tem foco na transparência, solicitanto que as empresas possam divulgar mais detalhes sobre quais informações foram concedidas pelo governo americano.

A mensagem vai além do pedido de transparência e pede “melhorias substanciais a proteção à privacidade e mecanismos de fiscalização e prestação de contas apropriadas” para a vigilância do governo.

As companhias tomaram caminhos diferentes para tentar mudar essa política e a carta representa a primeira tentativa conjunta.

“Está na hora de fazermos reformas sérias e significativas para que possamos restaurar a confiança em nossa comunidade de inteligência”, afirmou o senador Patrick Leahy, um dos responsáveis pelo USA Freedom  Act, de acordo com o The Verge

“A inteligência falhou ao justificar o expansivo uso dessas leis [que permitem o monitoramento de dados].Simplesmente não é certo dizer que a gravação de diversas ligações telefônicas evitou dezenas de ataques terroristas.”