Apple escondeu recursos secretos no iOS 7

O iOS 7, novo sistema operacional do iPhone e do iPad que a Apple revelou na semana passada, traz uma série de recursos ocultos

São Paulo — O iOS 7, novo sistema operacional do iPhone e do iPad que a Apple revelou na semana passada no evento WWDC 2013, traz uma série de ajustes escondidos. Um usuário chamado Hamza Sood conseguiu destravá-los.

Supõe-se que sejam recursos que a Apple está testando, mas que, por algum motivo, decidiu não revelar ao público. É provável que continuem ocultos, para uso interno da empresa apenas. Essa prática é relativamente comum entre produtores de software.

É normal alguma função que está em desenvolvimento ser deixada fora da versão final, seja porque não ficou boa ou porquê seu lançamento não se mostrou vantajoso. Em alguns casos, o código permanece nos programas, mas desativado.

A lista de funções ocultas descoberta por Sood inclui um ajuste que permite ocultar os aplicativos que vêm pré-instalados no sistema, como o Passbook e a Banca de revistas. É algo que muitos usuários gostariam de ter no iPhone.

Outra função libera a criação de grupos de aplicativos dentro de outros grupos. Seria bem vinda no iOS atual. Mas o iOS 7 trará a possibilidade de criar grupos com várias páginas, o que vai permitir incluir mais apps em cada grupo. Assim, esse recurso torna-se menos importante.

Há também um conjunto extra de gestos feitos deslizando-se o dedo na borda ou nos cantos da tela. Podem ser usados, por exemplo, para alternar entre os aplicativos.

Sood descobriu, ainda, uma variedade de ajustes que fazem alterações nas cores, nos gráficos e nas animações do sistema. Este vídeo publicado pelo blog 9to5Mac mostra as funções secretas em uso: