Apple deve revelar iWatch no dia 9 junto com iPhone 6

A Apple se prepara para apresentar seu esperado relógio inteligente iWatch daqui a duas semanas, junto com o iPhone 6, diz John Paczkowski, do site Re/code

São Paulo — Junto com o iPhone 6, a Apple se prepara para apresentar seu relógio inteligente iWatch no dia 9 de setembro, afirma John Paczkowski, do site Re/code

Paczkowski custuma ser confiável em suas afirmações. Mas ele mesmo adverte que a Apple ainda pode mudar os planos. “O novo dispositivo, como é previsível, vai fazer bom uso do HealthKit, plataforma de saúde e condicionamento físico da Apple”, diz ele.

“Também vai,  como é previsível, fazer bom uso do HomeKit, novo sistema da empresa para controlar dispositivos conectados – mas não está claro de que maneira. Seria certamente agradável ligar as luzes ou comandar meu Apple TV tocando no pulso, mas isso é só especulação”, prossegue ele.

A apresentação do iPhone 6 no dia 9 não foi confirmada pela empresa. Mas a data vem sendo apontada por diversas fontes e não foi desmentida. Já a data de lançamento do iWatch era, até agora, mais nebulosa.

O próprio Paczkowski chegou a dizer que seria em outubro. Outras pessoas vinham apostando que ficaria para 2015. Essa suspeita era reforçada pelo fato de praticamente não haver vazamentos de informações sobre o iWatch. É o oposto do que acontece com o iPhone 6, que é tema de uma torrente de rumores.

De certo, sabe-se que a Apple desenvolve o relógio há pelo menos dois anos. A empresa registrou a marca iWatch em diversos países e contratou mais de uma centena de pessoas para trabalhar no projeto.

A Apple está atrasada em relação a rivais como Samsung, LG e Sony, que já vendem dispositivos desse tipo. Eles funcionam como uma espécie de unidade remota para o smartphone conectado via Bluetooth.

Permitem receber informações no pulso e interagir com o smartphone falando ou tocando na tela do relógio. Mas nenhum deles fez sucesso estrondoso até agora. 

Aparentemente, os consumidores veem esses relógios como dispositivos interessantes, mas totalmente dispensáveis. Resta saber se a Apple vai conseguir mudar isso.