Apple começa a vender iPad 2 no Brasil em junho

A Apple se prepara para iniciar, em junho, as vendas do iPad 2 no Brasil. O tablet será importado inicialmente. Os aparelhos fabricados no país chegam até dezembro

São Paulo – A Apple já começa a preparar o lançamento do iPad 2 no Brasil. Duas fontes que trabalham na distribuição do produto no país dizem que a empresa já comunica ao mercado que o gadget estará disponível nas prateleiras de lojas físicas, online e no site brasileiro da Apple em junho.

Os primeiros iPad 2 serão importados para suprir a falta de alguns modelos da primeira geração do tablet, como a versão Wi-Fi com capacidade de 16 GB, que já estão esgotados no país. De acordo com as fontes, os modelos de iPad 2 de fabricação nacional vão chegar às prateleiras em dezembro.

No início de abril, a presidente Dilma Rousseff, em visita à China, assinou um acordo com a Foxconn, que fabrica produtos da Apple em regime de terceirização, para que a empresa instale uma fábrica no Brasil e inicie a montagem dos produtos da empresa, entre eles o iPad 2, ainda neste ano.

Segundo o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, o acordo entre Brasil, Apple e Foxconn garantirá o início da produção nacional do iPad até novembro.


O primeiro iPad da Apple começou a ser vendido no Brasil oficialmente cerca de oito meses após o lançamento no mercado americano, que ocorreu em janeiro de 2010. Porém, devido à grande aceitação do produto pelos usuários brasileiros e ao acordo para a produção nacional, é improvável que essa longa espera se repita.

No Brasil, ainda não se sabe quanto custará o novo tablet. Mas segundo Luca Luciani, presidente da TIM, é provável que o aparelho importado custe menos de R$ 2 mil. E, de acordo com a Abinee, o iPad 2 nacional poderá custar R$ 990.

Contudo, a empresa de Steve Jobs tem tido muita dificuldade para atender à demanda pelo produto, que esgotou-se muito rapidamente nos Estados Unidos e chegou a faltar também nos outros países em que passou a ser comercializado, em março. Um dos motivos foram os desastres naturais ocorridos no Japão, que é o principal fornecedor de componentes do iPad.

Procurada, a assessoria de imprensa da Apple no Brasil não comentou os rumores e afirmou que ainda não há previsão para o início das vendas do iPad 2 no Brasil.