Apple anuncia “seu computador mais poderoso”

A empresa revelou o novo iMac Pro e atualizações nos processadores do MacBook Pro e do MacBook de 12 polegadas

São Paulo – A Apple revelou hoje o “seu computador mais poderoso”: o iMac Pro. O produto, revelado no palco da conferência de desenvolvedores da empresa (WWDC), promete substituir o Mac Pro, a workstation da marca que ganhou sua última atualização em 2013.

“Este será o nosso Mac mais rápido e mais poderoso, trazendo a workstation para o iMac pela primeira vez “, disse John Ternus, vice-presidente de engenharia de hardware da Apple, na conferência.

O novo computador virá com processador Intel Xeon de oito núcleos, expansível para até 18 núcleos. A GPU gráfica é uma AMD Radeon Vega com até 16 GB de VRAM, uma configuração voltada para os usuários que querem criar conteúdo de realidade virtual e trabalhar com inteligência artificial, segundo a marca. Aliás, a tela de retina do iMac Pro tem 27 polegadas e resolução 5K.

O computador chegará com quatro portas Thunderbolt 3 e abertura para cartão SD. No quesito armazenamento, ele terá até 128 GB de memória ECC e até 4 TB de SSD.

De acordo com Ternus, o iMac Pro também terá um novo sistema térmico que oferece capacidade de refrigeração até 80% mais eficiente do que a versão antiga do produto.

O iMac Pro será vendido nos Estados Unidos por 4.999 dólares a partir de dezembro deste ano. A Apple não deu datas ou preços para outros países.

Veja também

MacBook Pro com Intel

Além do iMac Pro, a Apple anunciou uma atualização nas configurações dos seus principais notebooks. O MacBook Pro e o MacBook de 12 polegadas ganharam a sétima geração do processador Kaby Lake da Intel.

O MacBook Pro já pode ser adquirido hoje nos Estados Unidos com preços que variam de 1.099 dólares até 1.799 dólares, dependendo da configuração.

Outro notebook da marca que irá ganhar uma repaginada interna é o MacBook Air. Segundo a empresa, o produto será atualizado com um processador de 1.8 GHz. Por enquanto, preço e datas não foram revelados.