App nos EUA guardará vídeos de potenciais abusos policiais

Aplicativo possibilita que usuários transmitam conteúdo gravado em celulares para a União Americana para os Direitos Civis

San Francisco – Os californianos que gravarem abordagens da polícia com seus telefones celulares poderão transmitir o conteúdo ao escritório local no sul da Califórnia da União Americana para os Direitos Civis (ACLU) graças a um novo aplicativo.

O Mobile Justice CA, lançado nesta quinta-feira, permite garantir que os vídeos sobre potenciais abusos policiais sejam preservados caso o usuário destrua ou perca o original gravado com o telefone.

Héctor Villagra, diretor-executivo do escritório da ACLU no sul da Califórnia, disse hoje em entrevista à imprensa sentir-se “orgulhoso” com o lançamento de um aplicativo inovador que empodera os cidadãos e ajuda-os a defender seus direitos.

Peter Bibring, também da ACLU no sul da Califórnia, assegurou em declarações ao jornal “Los Angeles Times” que a organização começou a desenvolver o aplicativo antes dos protestos em todo o país pelo abuso da força policial, principalmente contra afro-americanos.

Bibring ressaltou, no entanto, que as mortes recentes por causa de violência policial evidenciaram a importância dos vídeos captados por cidadãos.

“Como vimos nas manchetes durante os últimos meses, as gravações por parte do público são um componente crucial na hora de comprovar o abuso policial”, disse o especialista da ACLU.

A organização de defesa dos direitos civis lançou aplicativos similares em Nova York, Oregon e Missouri.