Após revolta de usuários, LinkedIn reativa ferramenta

Depois de desligar ferramenta discretamente durante a semana, rede social voltou a permitir que seus usuários façam a exportação de seus contatos

São Paulo – A rede social profissional LinkedIn voltou atrás e anunciou ter reativado a ferramenta que permite a exportação de seus contatos. A decisão foi divulgada neste final de semana e vem depois de a empresa ter enfrentado a revolta dos usuários na internet

A ferramenta foi discretamente “desligada” na quinta-feira passada, conforme notou o site de tecnologia Venture Beat. Foi então informado aos usuários que poderiam ter acesso aos seus contatos mediante solicitação que seriam atendidas em até 72 horas.

Na ocasião, os usuários da rede social foram ao Twitter e expressaram o seu descontentamento. “Em um mundo onde a velocidade é importante, esperar 72 horas pela sua própria informação é tempo demais”, disse um usuário. “Pedimos desculpas”, respondeu a conta oficial do Linkedin, “vamos passar suas considerações adiante”.

Segundo a rede social, em post em seu blog oficial, a medida tinha como objetivo dificultar que terceiros conseguissem ter acesso aos dados de seus usuários, algo que vai contra os Termos de Serviço. Mas, depois de toda polêmica, reativou a ferramenta e pediu desculpas “pela inconveniência causada”.