Aplicativo para diminuir acidentes de trânsito vence Renault Experience

Além de investimento em dinheiro, o grupo ganhará uma imersão empreendedora de 21 dias em Curitiba

A fim de diminuir os acidentes e as mortes que ocorrem todos os anos no trânsito no Brasil, estudantes de engenharia da USP de São Carlos criaram um aplicativo baseado em gamificação para diminuir acidentes de trânsito.

Gamificação (do inglês game), ou ludificação, é o uso de técnicas empregadas no desenvolvimento de jogos em outros contextos. No aplicativo, denominado Arquimedes, primeiro o motorista escolhe um mascote para acompanhá-lo durante a viagem.

Quando a condução começa, o Arquimedes bloqueia todas as notificações de outros aplicativos que podem distrair o condutor. Apenas os aplicativos de controle de mídia, mapas e o próprio Arquimedes continuam enviando alertas.

Conforme a quilometragem do percurso aumenta, o mascote escolhido cresce e avança por níveis. “Quando essas evoluções acontecem, o usuário ganha pontos que podem ser trocados por descontos em lojas e instituições parceiras do aplicativo, o que estimula o motorista a adotar condutas que aumentam sua própria segurança”, disse Vinícius Garcia, chefe executivo do projeto, em comunicado do Centro de Ciências Matemáticas Aplicadas à Indústria (CeMEAI), um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) da FAPESP.

Com a ideia inovadora, a equipe, que também é formada por Rosival Neto, Alexandre Bellas, Gustavo Silva, Gabriel Pussoli e Wesley Perissin, desenvolveu o projeto dentro do Renault Experience (RX), programa de incentivo a startups e novas tecnologias.

O tema da edição de 2018 da competição foi “Mobilidade como chave para uma sociedade mais eficiente e consciente”. A equipe criadora do Arquimedes venceu o programa e recebeu um investimento de R$ 30 mil para desenvolver a iniciativa e um processo de aceleração pela Renault.

O Arquimedes contou também com a orientação do professor André de Carvalho, do Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação da USP e do CeMEAI.

O projeto dos alunos da USP de São Carlos passou pelas três fases do RX e, das 400 propostas enviadas inicialmente, ficou entre as 10 finalistas e, posteriormente, entre as três premiadas pela Renault.

Após uma sabatina com os executivos da Renault, a premiação foi confirmada, garantindo ao grupo, além do investimento em dinheiro, uma imersão empreendedora de 21 dias em Curitiba, patrocinada pela Renault, cujo objetivo é auxiliar na estruturação e aceleração da startup.

Mais informações: https://bit.ly/2KSyQLN.

*Este conteúdo foi originalmente publicado no site da Agência Fapesp