Aplicativo auxilia na busca de pessoas desaparecidas

Sinesp Cidadão também permite verificar informações sobre veículos roubados e mandados de prisão em aberto

O aplicativo Sinesp Cidadão ganhou mais um módulo. Texto divulgado pela assessoria de comunicação do Ministério da Justiça informa que agora a população terá acesso a informações de pessoas desaparecidas.

A nova versão foi disponibilizada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública do Ministério da Justiça (Senasp/MJ) e traz dados sobre 4 mil desaparecidos.

Segundo o texto da assessoria, a secretária nacional de Segurança Pública Regina Miki acredita que a tecnologia é uma possibilidade de o cidadão, sem correr riscos, ajudar os órgãos de segurança pública e se tornar um parceiro da polícia.

As informações contidas no aplicativo correspondem, inicialmente, aos estados do Espírito Santo, de Santa Catarina e Sergipe, que já integram a cooperação com o governo federal.

“Além dos três estados, que já incorporaram o cadastro de desaparecidos ao aplicativo, o Rio de Janeiro está em fase de integração. A Bahia e São Paulo estão definindo a tramitação para assinatura e disponibilização das informações”, acrescenta o texto.

O aplicativo, por enquanto está disponível para o Google Play. A expectativa é de que até o fim de 2014, 11 estados façam parte do projeto e sejam criadas as versões do aplicativo para iOS e Windows Phone.

O Sinesp Cidadão possibilita também que a população verifique informações sobre veículos roubados e mandados de prisão em aberto.

Nos dois casos, o cidadão deve entrar em contato com a polícia para fazer a denúncia. Com a ajuda do aplicativo, a polícia já localizou 87 mil veículos roubados e prendeu 4 mil pessoas que estavam foragidas.