Apesar de bloqueio do governo, turcos continuam a acessar Twitter

Os turcos conseguem acessar o site por um serviço alternativo de DNS

Depois de ser envolvido em um processo de corrupção revelado em gravações vazadas no YouTube, o Primeiro Ministro da Turquia Recep Tayyip Erdogan iniciou uma campanha para censurar a divulgação do vídeo na internet. Nas vésperas das eleições gerais do dia 30, Erdogan conseguiu bloquear o Twitter em todo o território turco, na tarde de ontem.

Porém, ao contrário de outros sistemas complexos para bloquear sites (como o usado pela China), o sistema turco, um simples bloqueio de acesso DNS, já foi burlado pelos cidadãos da Turquia.

Os turcos estão acessando o site por um serviço alternativo de DNS, divulgado em vários lugares da internet e pichado em diversas ruas de Istambul.

O número de mensagens postadas pelos turcos do Twitter nem ao menos caiu: de acordo com estatísticas do Twitturk, que registra o uso do Twitter na Turquia, quase meio milhão de tweets foi postado nas primeiras 10 horas após o bloqueio.

Além disso, as hashtags #TwitterisblockedinTurkey e #TurkeyBlockedTwitter chegaram aos trending topics mundiais poucas horas depois que Erdogan bloqueou o site.