Anatel: 40% das chamadas em SP são feitas com o nono dígito

Agência considerou a operação na área 11 um sucesso, com instabilidade dentro do esperado

São Paulo – A Anatel afirmou no final da tarde desta segunda-feira, 30, que São Paulo já realiza 40% das chamadas para telefonia móvel com o nono dígito. De acordo com a agência, a operação ocorreu dentro do planejado, com instabilidades casuais esperadas durante a atualização de equipamentos. Avaliação técnica deverá determinar o cronograma para a padronização com o dígito 9 no resto do Brasil.

Segundo o presidente da Anatel, João Rezende, as empresas “fizeram o dever de casa em São Paulo”. Ele diz que a aplicação do nono dígito no resto das áreas do Brasil para padronização da telefonia móvel dependerá do resultado da avaliação técnica do que acontece em São Paulo, considerado como um teste até pela urgência na demanda da região, pulando das antigas 44 milhões de combinações para 90 milhões. “Consideramos que é um pênalti e estamos quase fazendo o gol”, compara.

Até mesmo a atualização do HLR, equipamento responsável por armazenar as informações numéricas de cada usuário e etapa mais crítica da mudança, ocorreu sem maiores problemas. “A atualização do HLR foi uma das operações delicadas, mas tudo já foi realizado, como era esperado”, afirma o gerente de interconexão da agência, Adeílson Nascimento. Ele diz que a retirada do equipamento em modo standby ocorreu sem problemas, sendo trocado logo pelo principal, o que ocasionou algumas instabilidades “como planejado”. “Nenhuma chamada em andamento foi afetada, apenas as recebidas”.

A maior parte da atividade, reportada pelas prestadoras e avaliada pela Anatel por uma equipe que acompanhava a transição, aconteceu no domingo mesmo, quando 40% das chamadas originadas na área 11 por telefones móveis já estavam sendo marcadas com o dígito 9, em uma média divulgada pelas operadoras. Quatro por cento foram realizadas a partir de linhas fixas e chamadas de longa distância. Nascimento acredita que dentro do prazo de 70 dias, seguindo o cronograma previsto, 100% das chamadas acontecerão com a nova numeração.

Ele diz que não houve nenhum registro de reclamação no call center da Anatel, além de nenhuma movimentação “fora do normal” no atendimento das próprias operadoras. Todas as chamadas atualmente realizadas na área 11 já são mostradas com o nono dígito nos serviços de reconhecimento.