Americanos nomeiam seus filhos inspirados na Apple

De acordo com pesquisa, a escolha do nome Apple, embora ainda seja incomum, cresceu 15% para as meninas

São Paulo – A geração nascida após a Segunda Guerra Mundial ficou conhecida como baby boomers. Ela prezava formalidades, a disciplina e a hierarquia, tanto no trabalho quanto na família.

Agora em 2012, um novo fenômeno geracional pode estar surgindo, pelo menos no que se refere aos nomes dos recém-nascidos.

Segundo um levantamento feito pelo site BabyCenter, nomes como Apple, Mac e Siri estão se tornando cada vez mais populares nos Estados Unidos.

De acordo com a pesquisa, a escolha do nome Apple, embora ainda seja incomum, cresceu 15% para as meninas. Já entre os meninos, o nome Mac saltou 12%. O nome da assistente pessoal do iPhone, Siri, também cresceu 5% entre elas.

“O smartphone pode ser a melhor ferramenta para os pais desde as fraldas, e agora algumas mães e pais estão prestando homenagem à Apple”, afirmou a empresa em seu relatório, que batizou o fenômeno de iBabies.

De forma geral, nomes como Sophia, Emma e Olívia, para as meninas, e Aiden, Jackson e Ethan, para os meninos, continuam a serem os mais populares entre os americanos. O relatório do BabyCenter é elaborado anualmente com base em pesquisa e entrevistas com pais.

Ao mesmo tempo, não é só a Apple que está influenciando a geração X (aquela que começou a ter contato com a tecnologia no ambiente de trabalho) a batizar seus filhos com nomes peculiares.

Esta semana, circulou na web uma foto publicada no Facebook de uma garotinha chamada Hashtag, nome das etiquetas utilizadas no Twitter.

Em fevereiro do ano passado, durante a Primavera Árabe, um egípcio nomeou sua filha de Facebook.

Já em Jerusalém, um outro casal, inspirados no curtir do Facebook, deu à sua filha o nome Like.

Resta saber agora quando alguém irá escolher iPad, iPhone 5 ou Galaxy S3 para nomear o seu pimpolho.