Amazon, Google e Microsoft pagam para AdBlock não bloquear seus anúncios

Segundo o jornal, as empresas pagam ao dono do AdBlock 30% do que poderiam ter ganhado em suas receitas de anúncios se não fossem os bloqueios

A Amazon, o Google e a Microsoft estão pagando para que o AdBlock Plus não bloqueie os anúncios em suas páginas, de acordo com o Financial Times.

Segundo o jornal, as empresas pagam ao dono do AdBlock 30% do que poderiam ter ganhado em suas receitas de anúncios se não fossem os bloqueios. O Adblock Plus é a extensão mais popular de bloqueio de publicidade para navegador e já foi baixada mais de 300 milhões de vezes.

Para bloquear todos os anúncios, os usuários da extensão precisam ir até suas configurações de software e escolher as opções mais rigorosas possíveis. O serviço gratuito diz em seu site que bloqueia banners “irritantes”, pop-ups e anúncios em vídeo.

A Eyeo, empresa alemã dona do Adblock Plus, diz que o add-on possui mais de 50 milhões de usuários ativos.