Amazon começa a distribuir Kindle no Brasil

leitor chega para concorrer com o iPad, da Apple, com tablets Android, com o Kobo, vendido pela livraria Cultura, e outros dispositivos pela preferência dos leitores

São Paulo – A Amazon anunciou, nesta quarta-feira (19), que começou a vender seu leitor digital Kindle no Brasil por meio do site do Ponto Frio e das lojas da Livraria da Vila.

Nesses pontos de venda, a versão básica do gadget, com tela e-ink (que não emite luz) de seis polegadas, será ofertada por 299 reais. Por enquanto, o leitor não está à venda no site da Amazon.

O leitor chega para concorrer com o iPad, da Apple, com tablets Android, com o Kobo, vendido pela livraria Cultura, e outros dispositivos pela preferência dos leitores de e-books. Ao seu favor, ele tem o forte catálogo da gigante americana.

A Amazon estreou sua loja de e-books (a qual o Kindle é vinculado) no Brasil no último dia 6. Atualmente, o catálogo disponibiliza 1,4 milhão de livros digitais, sendo 13 mil deles em português.

Essa é a primeira vez que a Amazon inicia a operação de comércio eletrônico em um país pelo segmento de e-books.

Para conduzir a operação nacional, a empresa contratou o executivo Alexandre Szapiro, que deixou a Apple Brasil em agosto passado.

Antes de estrear o serviço de livros eletrônicos, a Amazon já operava no Brasil oferecendo serviços de computação em nuvem e hospedagem. A empresa não informou quando o Kindle deve começar a ser vendido em seu site. Para isso, é preciso que a empresa desenvolva uma operação logística no país antes.