Algoritmo indica quem tem mais chances de morrer em Game of Thrones

Análise de Big Data indica probabilidade de morte para cada personagem

São Paulo – Com a estreia da oitava – e última – temporada da série americana Game of Thrones (do canal HBO), as previsões sobre quem sobreviverá e quem morrerá no desfecho da disputa pelo trono de ferro vêm sendo apontadas por fãs há meses e, agora, por um algoritmo desenvolvido por uma equipe da Universidade Técnica de Munique, na Alemanha.

Os pesquisadores realizaram uma análise de big data – técnica aplicada a um grande volume de dados –  que continha informações que estavam tanto dentro do enredo oficial quanto informações disponíveis em sites feitos por fãs, como a preferência e a popularidade de cada personagem e casa pelos fãs.

Para desenvolver as previsões, foram usadas abordagens que, na vida real, se assemelham à pesquisa de informações medicinais e de seguro de vida, dadas as condições físicas e econômicas de cada indivíduo ou família. No entanto, se tratando do continente medieval e mitológico de Westeros, as informações utilizadas foram: a casa na qual o personagem em questão pertence, se ele é casado e quem são seus aliados fiéis.

A fim de obter esse resultado individual para cada personagem, foi utilizada a inferência bayesiana, que é um método virtual de recolhimento de dados e análise de hipóteses pela verossimilhança com casos passados. Com base nos resultados, o mais provável a morrer nessa oitava temporada é Bronn (Jerome Flynn), um dos secundários mais adorados.

Já Daenerys Targaryen, que é a amada e temida Mãe dos Dragões, tem uma chance de 0,9% de morrer no decorrer dessa temporada, aliviando um pouco os amantes da série. Logo após Daenerys, seguem Tyrion Lannister (2,5% de chance), Varys (3,2%) e Samwell Tarly (3,3%). Jon Snow aparece um pouco para frente, apresentando 12% de chances de falecer, 19% a mais do que seu personagem nos livros.

Além de estimar a longevidade de cada residente de Westeros, a análise da Universidade Técnica de Munique também revela que ser homem no universo é mais mortal do que ser mulher: um homem comum tem 22% de chance de morrer, enquanto uma mulher tem 11%. A ascensão de cada casa também é um fator importante, visto que nascer como Lannister faz com que você tenha 45% mais chances de sobreviver do que um cidadão comum.

A probabilidade desses chutes estarem corretos, até o momento, pode ser considerada alta, visto que a última pesquisa realizada pela universidade em um modelo parecido acertou três das cinco mortes principais: a de Tommen Baratheon, a de Stannis Baratheon e a de Petyr Baelish.

Vale ressaltar que a primeira pesquisa foi feita com base nos livros de George R.R. Martin, quando o autor ainda tinha certo controle da série até o fim da quinta temporada. Agora, que a trama televisiva ultrapassou os livros, a pesquisa têm se inspirado na análise virtual e de fãs, o que pode gerar mais apontamentos certeiros, já que a tendência é agradar os telespectadores e aumentar a audiência da série da HBO.

O estudo completo encontra-se nesse website, que apresenta também o mapa de Westeros e outras estatísticas de cada personagem.