50 bi de dispositivos estarão conectados à internet até 2020

Segundo um relatório da Cisco, a indústria da “Internet das Coisas” deverá valer US$ 309 bilhões até 2020.

A “Internet das Coisas” foi um dos temas principais das feiras de tecnologia neste início de ano, com muitas empresas lançando dispositivos conectados. E um dos principais motivos é a movimentação financeira que este mercado deve gerar nos próximos anos.

Segundo um relatório da Cisco, divulgado pelo CEO John Chambers durante a Mobile World Congress, a indústria da “Internet das Coisas” deverá valer US$ 309 bilhões até 2020. 

A “Internet das Coisas” é um conceito de que qualquer dispositivo com possibilidade de conectar-se à internet o faça, permitindo que o mesmo converse com outros aparelhos ligados à rede. 

O executivo da Cisco acredita que até a próxima década essa indústria irá movimentar US$ 19 trilhões em benefícios econômicos para o setor. 

Os números foram baseados de acordo com o crescimento de ofertas de dispositivos conectados. Em 1984 apenas 1.000 dispositivos estavam conectados à internet. Em 2010 esse número subiu para 10 bilhões. E a expectativa é que até 2020 ultrapasse a marca de 50 bilhões. 

Além disso, segundo Chambers, a “Internet das Coisas” terá até 10 vezes mais impacto no mundo do que a própria internet. E acredita-se que o conceito será o próximo catalisador para a inovação no mundo da tecnologia.