5 trilhões de pedaços de plásticos flutuam nos oceanos, diz estudo

Segundo pesquisa inédita, cerca de 270 mil toneladas de plástico polui os mares do planeta, prejudicando a vida marinha

Mais de cinco trilhões de pedaços de plástico, pesando cerca de 270 mil toneladas, flutuam nos oceanos do planeta, segundo um estudo divulgado nesta quarta-feira (10).

Informações coletadas por cientistas dos Estados Unidos, França, Chile, Austrália e Nova Zelândia revelaram que existem, pelo menos, 5,25 trilhões de pedaços de plástico no oceano, a maior parte deles medindo menos de 5mm.

O volume de pedaços de plástico foi calculado com base em dados obtidos em 24 expedições entre 2007 e 2013. A maior deles era derivada de embalagens de comida, bebidas e roupas.

A pesquisa, publicada na revista científica PLOS One, é o primeiro estudo a procurar por plásticos de todos os tamanhos nos oceanos do planeta.

Grandes pedaços de plástico podem estrangular animais como focas, enquanto pedaços menores são ingeridos por peixes que servem de alimento para outros animais da cadeia alimentar — seres humanos, inclusive.

A ingestão do plástico pode causar problemas devido aos produtos químicos que o material contém, assim como os poluentes que o plástico atrai quando está no ambiente marinho.

Os pesquisadores coletaram pequenos pedaços de plástico em redes, enquanto pedaços maiores eram apenas observados por barcos.

As expedições aconteceram no Oceano Pacífico e Atlântico, além da Costa da Austrália e do Golfo de Bengala, na Ásia.