12 revelações sobre Tim Cook, o CEO da Apple

Um livro que está prestes a ser lançado nos Estado Unidos retrata a Apple e seu CEO Tim Cook após a morte de Steve Jobs. Veja algumas revelações dele

São Paulo — Suceder Steve Jobs é tarefa obviamente árdua. Jobs era um mito. Mesmo morto, sua presença continua forte na Apple e fora dela. Um livro que está prestes a ser lançado nos Estado Unidos retrata como Tim Cook, o atual CEO da Apple, vem encarando a tarefa.

Chamado “Haunted Empire; Apple After Steve Jobs” (algo como “O império mal-assombrado; a Apple depois de Steve Jobs”), o livro foi escrito pela jornalista Yukari Kane. 

Wall Street Journal, onde Yukari trabalhou, publicou um trecho da obra. O texto publicado é basicamente um perfil de Cook na época em que assumiu o posto de CEO, em 2011. Veja algumas coisas que ele revela sobre o executivo:

1 Uma lousa em branco

Na época em que virou CEO, Cook era visto pelos colegas como “uma lousa em branco”, como descreve Yukari. Cook não tinha amigos próximos, nunca ficava conversando à toa e raramente falava de sua vida pessoal.

2 Vida simples

Cook levava uma vida relativamente simples. Durante anos, morou numa casa alugada sem ar condicionado. Quando comprou uma casa no Vale do Silício, ela tinha 223 metros quadrados (pouco para um executivo do nível de Cook) e uma única vaga na garagem. 

3 Nada pessoal

Quando a Apple estava para lançar o aplicativo de vídeo iMovie, Steve Jobs pediu aos executivos que testassem o software fazendo algum filminho. Cook fez um vídeo sobre o mercado de imóveis no Vale do Silício. O vídeo não revelava absolutamente nada sobre sua vida pessoal.


4 Reuniões apavorantes

As reuniões semanais de Cook com executivos duravam de cinco a seis horas e eram apavorantes. Eles se preparavam para elas como se fossem prestar vestibular. Detalhista, Cook não deixava passar erros. Numa das reuniões, um participante de outra divisão da Apple ficou atônito ao vê-lo dizer a um de seus subordinados: “Esse número está errado. Caia fora daqui!”

5 Explique melhor

Cook, às vezes, intimidava o interlocutor fazendo a mesma pergunta várias vezes seguidas. Indagava coisas como: “Por que?”, “O que você quer dizer?”, “Não entendo”, “Por que você não esclarece?”

6 Silêncio mortal

Outra tática de Cook era permanecer em silêncio em certos momentos, especialmente quando alguém não sabia a resposta a uma pergunta. Ele ficava parado, olhando, enquanto as pessoas à frente se moviam de maneira incômoda na cadeira, conta Yukari.

7 Workaholic

Pela descrição de Yukari, Cook parece ter uma disposição sobre-humana para o trabalho. Como principal executivo de operações da Apple, ele voltava de viagens à Ásia diretamente para o escritório e mergulhava no trabalho com força total.

8 Exercícios na madrugada

Cook acorda entre 4h e 5h da manhã. Ele faz exercícios físicos antes de ir para o trabalho. Come barrinhas proteicas durante todo o dia e suas refeições são simples, como frango com arroz.


9 Alpinismo

Os hobbies de Cook são escalada em rocha e mountain biking. Nas férias, ele costumava viajar para parques nacionais como Yosemite, na Califórnia, e Zion, em Utah, que são ótimos para escalar e pedalar.

10 Caridade

Cook é um homem generoso. Ele já foi voluntário em ações de distribuição de comida a pobres; presenteia pontos de programas de milhagem a outras pessoas; e já participou de eventos beneficentes. Quando se tornou CEO, ele criou a regra de que, se um funcionário da Apple fizer uma doação de caridade, a Apple fará outra no mesmo valor.

11 Posso almoçar com vocês?

Diferentemente de Jobs, que sempre almoçava com Jonathan Ive, o vice-presidente de desenho industrial da Apple, Cook come no refeitório da empresa. Às vezes, ele se apresenta a funcionários que não conhece, pedindo para se sentar com eles.

12 Os heróis do CEO

Entre os heróis de Cook estão Martin Luther King Jr. e Robert Kennedy, irmão do ex-presidente americano John Kennedy. Cook já disse admirar a maneira como Robert Kennedy lidou com o fato de viver à sombra do irmão mais famoso. Isso parece dizer algo sobre sua relação com Steve Jobs, pondera Yukari.