Vale cai em ranking de recomendação de ações que pagam dividendos

Levantamento feito pelo site EXAME mostra as ações que pagam dividendos mais recomendadas pelas corretoras para fevereiro

São Paulo – Depois do rompimento da barragem em Brumadinho, as ações da Vale deixaram liderar as recomendações de corretoras e bancos para fevereiro, entre as boas pagadoras de dividendos. Na semana passada, a empresa anunciou que decidiu suspender o pagamento de dividendos e bônus aos seus executivos.

Em janeiro, seis das 15 carteiras recebidas pelo site EXAME sugeriam investir na mineradora. Já para este mês, apenas duas recomendam esse papel, das corretoras Toro e XP Investimentos. Para os analistas dessas instituições, embora o pagamento de dividendos atrase após a tragédia, ele ainda deve ser retomado.

Em primeiro lugar no ranking de fevereiro, ficaram as ações da Itaúsa (ITSA4), holding do Itaú Unibancocom seis indicações. Para os analistas, o banco vai expandir a oferta de crédito de forma significativa com a retomada do crescimento da economia. O próprio Itaú ficou na terceira posição do ranking, com quatro indicações. Em segundo lugar, ficou a Engie Brasil, com cinco indicações. 

Os dividendos são uma parte do lucro das empresas distribuída entre os acionistas. Em janeiro, o Idiv, índice de dividendos da Bolsa, subiu 12,5%, enquanto o Ibovespa, o principal índice de referência da B3, teve alta de 10,8%.

As recomendações para janeiro

Veja abaixo a lista com todas as ações indicadas por 15 corretoras para o mês de janeiro. Elas estão organizadas pela quantidade de indicações.

Ação Recomendações
Itaúsa (ITSA4) 6
Engie Brasil (EGIE3) 5
Itaú Unibanco (ITUB4) 4
BB Seguridade (BBSE3) 4
Kroton (KROT3) 3
B3 (B3SA3) 3
Banco do Brasil (BBAS3) 3
IRB Brasil Resseguros (IRBR3) 3
Cielo (CIEL3) 3
Klabin (KLBN11) 2
Taesa (TAEE11) 2
Ultrapar (UGPA3) 2
Sanepar (SAPR11) 2
Copasa (CSMG3) 2
Equatorial (EQTL3) 2
MRV (MRVE3) 2
Telefônica Vivo (VIVT4) 2
Vale (VALE3) 2
Banco ABC Brasil (ABCB4) 1
Tenda (TEND3) 1
Braskem (BRKM5) 1
Lojas Renner (LREN3) 1
Mercantil do Brasil (BMEB4) 1
Metal Leve (LEVE3) 1
Tupy (TUPY3) 1
Unipar (UNIP6) 1
Cyrela (CYRE3) 1
Petrobras Distribuidora (BRDT3) 1
Bradespar (BRAP4) 1
CCR (CCRO3) 1
Sabesp (SBSP3) 1
Iochpe-Maxion (MYPK3) 1
Petrobras (PETR4) 1
Alupar (ALUP11) 1
Embraer (EMBR3) 1
Hypera (HYPE3) 1
EDP Brasil (ENBR3) 1
Energisa (ENGI11) 1
Valid (VLID3) 1
Bradesco (BBDC4) 1
Suzano (SUZB5) 1
AES Tietê (TIET11) 1

Desempenho das carteiras em janeiro

Corretora Desempenho em janeiro, em %
Nova Futura 19,37
Bradesco 17,40
Ativa 16,80
Coinvalores 14,20
Guide 13,96
Genial 13,63
Toro 13,56
Elite 12,62
Planner 11,2
XP Investimentos 11,00
Terra 10,02
Necton 9,60
Rico 8,54
Quantitas 7,74
Santander 5,70

As carteiras recomendadas para este mês

Veja abaixo as carteiras recomendadas por 15 corretoras para o mês de fevereiro. Elas estão organizadas por ordem alfabética.

Ativa

Desempenho em janeiro: 16,80%
Ação incluída: Ultrapar.
Ação retirada: Ambev.

Ação Peso, em %
Itaú Unibanco (ITUB4) 25
Klabin (KLBN11) 20
Kroton (KROT3) 25
Taesa (TAEE11) 10
Ultrapar (UGPA3) 15

Bradesco

Desempenho em janeiro: 17,40%
Não houve alterações na carteira.

Ação Peso, em %
B3 (B3SA3) 20
Banco ABC Brasil (ABCB4) 20
Sanepar (SAPR11) 20
Taesa (TAEE11) 20
Tenda (TEND3) 20

Coinvalores

Desempenho em janeiro: 14,20%
Ações incluídas: Banco do Brasil, Braskem e Lojas Renner.
Ações retiradas: Comgás, Natura e Santander.

Ação Peso, em %
Banco do Brasil (BBAS3) 20
Braskem (BRKM5) 20
IRB Brasil Resseguros (IRBR3) 20
Itaú Unibanco (ITUB4) 20
Lojas Renner (LREN3) 20

Elite

Desempenho em janeiro: 12,62%
Ações incluídas: Cielo e Mercantil do Brasil.
Ações retiradas: Copasa e Eztec.

Ação Peso, em %
Cielo (CIEL3) 20
Engie Brasil (EGIE3) 20
Itaúsa (ITSA4) 20
Klabin (KLBN11) 20
Mercantil do Brasil (BMEB4) 20

Genial

Desempenho em janeiro: 13,63%
Ações incluídas: Copasa e Tupy.
Ações retiradas: AES Tietê e Estácio.

Ação Peso, em %
Copasa (CSMG3) 20
Itaúsa (ITSA4) 20
Metal Leve (LEVE3) 20
Tupy (TUPY3) 20
Unipar (UNIP6) 20

Guide

Desempenho em janeiro: 13,96%
Ação incluída: Petrobras Distribuidora.
Ação retirada: Vale.

Ação Peso, em %
Banco do Brasil (BBAS3) 20
Cyrela (CYRE3) 20
Engie Brasil (EGIE3) 20
Petrobras Distribuidora (BRDT3) 20
Sanepar (SAPR11) 20

Necton

Desempenho em janeiro: 9,60%
Ações incluídas: CCR, Engie Brasil e Itaúsa.
Ações retiradas: Arezzo, Comgás e Taesa.

Ação Peso, em %
BB Seguridade (BBSE3) 20
Bradespar (BRAP4) 20
CCR (CCRO3) 20
Engie Brasil (EGIE3) 20
Itaúsa (ITSA4) 20

Nova Futura

Desempenho em janeiro: 19,37%
Ação incluída: Itaúsa.
Ação retirada: Santander.

Ação Peso, em %
Ambev (ABEV3) 20
B3 (B3SA3) 20
BB Seguridade (BBSE3) 20
Itaúsa (ITSA4) 20
Sabesp (SBSP3) 20

Planner

Desempenho em janeiro: 11,20%
Ações incluídas: Todas.
Ações retiradas: Bradesco, Fleury, Hering, Itaúsa e Tim.

Ação Peso, em %
BB Seguridade (BBSE3) 20
Cielo (CIEL3) 20
Iochpe-Maxion (MYPK3) 20
Petrobras (PETR4) 20
Ultrapar (UGPA3) 20

Quantitas

Desempenho em janeiro: 7,74%
Ação incluída: Embraer.
Ação retirada: Vale.

Ação Peso, em %
Alupar (ALUP11) 20
Banco do Brasil (BBAS3) 20
Embraer (EMBR3) 20
Hypera (HYPE3) 20
Kroton (KROT3) 20

Rico

Desempenho em janeiro: 8,54%
Ação incluída: EDP Brasil.
Ação retirada: Vale.

Ação Peso, em %
EDP Brasil (ENBR3) 20
Equatorial (EQTL3) 20
IRB Brasil Resseguros (IRBR3) 20
Itaúsa (ITSA4) 20
MRV (MRVE3) 20

Santander

Desempenho em janeiro: 5,70%
Não houve alterações na carteira.

Ação Peso, em %
Copasa (CSMG3) 15
Energisa (ENGI11) 20
IRB Brasil Resseguros (IRBR3) 20
Itaúsa (ITSA4) 25
Telefônica Vivo (VIVT4) 20

Terra

Desempenho em janeiro: 10,02%
Ações incluídas: Cielo, MRV Engenharia e Valid.
Ações retiradas: AES Tietê, BB Seguridade e Vale.

Ação Peso, em %
Cielo (CIEL3) 20
Engie Brasil (EGIE3) 20
MRV Engenharia (MRVE3) 20
Telefônica Vivo (VIVT4) 20
Valid (VLID3) 20

Toro

Desempenho em janeiro: 13,56%
Ação incluída: Bradesco.
Ação retirada: Itaú Unibanco.

Ação Peso, em %
B3 (B3SA3) 20
Bradesco (BBDC4) 20
Kroton (KROT3) 20
Suzano (SUZB5) 20
Vale (VALE3) 20

XP Investimentos

Desempenho em janeiro: 11,00%
Não houve alterações na carteira.

Ação Peso, em %
AES Tietê (TIET11) 20
Engie Brasil (EGIE3) 20
Equatorial (EQTL3) 20
Itaú Unibanco (ITUB4) 20
Vale (VALE3) 20