Vale a pena participar de leilão da Brasil Telecom, diz corretora

Para a SLW, ações não terão força para subir até o preço oferecido pela Oi

É um bom negócio aderir à oferta pública de aquisição (OPA) de ações preferenciais da Brasil Telecom (BRTO4)  e da Brasil Telecom Participações (BRTP4). Isso é o que mostra um relatório divulgado nesta sexta-feira (20/6) pela corretora SLW. Ontem (19/6), a Oi (ex-Telemar) marcou para o dia 22 de julho a realização do leilão no qual serão comprados 13 milhões de papéis BRTP4 e 21 milhões de ações BRTO4, que correspondem a 6% e 11%, respectivamente, dos papéis.

Para a instituição, as ações não terão fôlego para subir até o valor que será oferecido pela Oi devido ao baixo volume de papéis que serão comprados. Portanto, sai ganhando quem conseguir fechar negócio no leilão.

Pelas ações BRTP4, a Oi pagará 30,47 reais, o que representa um prêmio de 26,7% sobre o último fechamento. Já os papéis BRTO4 serão comprados por 23,42 reais, embutindo um prêmio de 23,3%. Para participar da OPA, o investidor deve solicitar à sua corretora o registro das ações até as 12 horas do dia 22 de julho.  

A definição da data da OPA teve pouca influência sobre os preços dos papéis na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Nesta quinta-feira, as ações BRTP4 subiram 0,61% para 24,89 reais, Já ações BRTO4 caíram 0,16%, para 18,48 reais. No ano, os papéis BRTP4 e BRTO4 acumulam valorização de 1,78% e 8,04%, respectivamente. No mesmo período, o Ibovespa subiu 4,23%.

Aos investidores que não conseguirem vender suas ações no leilão, a SLW recomenda a troca dos papéis por outros de setores mais atrativos.