Tarifas entre bancos variam até 70%

Pesquisa do Procon-SP com sete bancos indica que Safra tem o pacote de serviços mais caro e a Caixa o mais barato

São Paulo – As diferenças entre as tarifas cobradas por bancos pode chegar a 70%, segundo pesquisa da Fundação Procon-SP, que comparou valores praticados em maio de 2011 e maio de 2012. O levantamento analisou as tabelas de serviços prioritários e do pacote padronizado de sete instituições bancárias: Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, HSBC, Itaú, Safra e Santander. O menor valor praticado foi de 10 reais, na Caixa, e o maior, de 17 reais, no Banco Safra.

Ao abrir uma conta, o cliente tem a opção de escolher qual pacote de serviços deseja contratar. O pacote padronizado é um pacote com alguns serviços básicos que todos os bancos devem oferecer como opção aos clientes, segundo determinação do Banco Central. Ele inclui as tarifas de confecção de cadastro para início de relacionamento; oito saques por mês; quatro extratos mensais; dois extratos do período referente ao mês anterior e quatro transferências entre contas na própria instituição.

Veja abaixo a comparação entre os valores cobrados pelos pacotes padronizados em cada banco:

table.tableizer-table {border: 1px solid #CCC; font-family: Arial, Helvetica, sans-serif; font-size: 12px;} .tableizer-table td {padding: 4px; margin: 3px; border: 1px solid #ccc;}
.tableizer-table th {background-color: #104E8B; color: #FFF; font-weight: bold;}

Banco Valor do pacote em 16/5/2011 Valor do pacote em 16/5/2012
Banco do Brasil R$ 13,50 R$ 13,50
Bradesco R$ 12,50 R$ 12,50
CEF R$ 15,00 R$ 10,00
HSBC R$ 13,50 R$ 13,50
Itaú R$ 10,50 R$ 10,50
Safra R$ 17,00 R$ 17,00
Santander R$ 14,00 R$ 14,00

Além de pesquisar o valor do pacote padrão, o Procon-SP comparou também a variação de preços em alguns serviços prioritários. O Banco do Brasil aumentou seis tarifas, sendo a maior variação de 14,81% no depósito identificado; o Bradesco aumentou nove tarifas e a maior variação foi de 43,75% no extrato do mês; a Caixa aumentou apenas a tarifa pelo adiantamento de depósito, em 59,26%; o HSBC manteve o valor de todas as tarifas; o Itaú aumentou oito tarifas, sendo a maior variação de 40,44% na exclusão do cliente do Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CFF); o Safra reduziu cinco tarifas e aumentou 16; e o Santander manteve o valor de todas as tarifas.


O Procon  afirmou na pesquisa divulgada que os consumidores podem exigir contas gratuitas em alguns casos. De acordo com a resolução 3.919 do Banco Central, os serviços gratuitos valem para clientes que fazem poucas movimentações bancárias ou que realizam todas as operações exclusivamente por meios eletrônicos, como telefone, internet ou caixas eletrônicos.

As opções de contas correntes gratuitas devem prever os seguintes serviços, segundo o Procon:

  • operações apenas com cartão de débito;
  • fornecimento de 2ª via do cartão de débito, exceto nos casos de pedidos de reposição formulados pelo correntista;
  • até quatro saques por mês em guichê de caixa, inclusive por meio de cheque, de cheque avulso ou em terminal de autoatendimento;
  • duas transferências de recursos entre contas na própria instituição, por mês, em guichê de caixa, em terminal de autoatendimento e/ou pela Internet;
  • dois extratos, por mês, contendo a movimentação dos últimos 30 dias por meio de guichê de caixa e/ou terminal de autoatendimento;
  • consultas pela Internet;
  • extrato consolidado, até 28/02 de cada ano, discriminando, mês a mês as seguintes cobranças do ano anterior: tarifas e juros, encargos moratórios e demais despesas incidentes sobre operações de créditos e de arrendamento mercantil;
  • compensação de cheques;
  • 10 folhas de cheque por mês;
  • prestação de qualquer serviço por meios eletrônicos, no caso de contas cujos contratos prevejam utilizar exclusivamente meios eletrônicos.

E as contas poupanças gratuitas devem incluir os seguintes serviços, de acordo com o Procon:

  • deve ser disponibilizado apenas o cartão de movimentação;fornecimento de 2ª via do cartão de movimentação, exceto nos casos de pedidos de reposição formulados pelo correntista;
  • até dois saques, por mês, em guichê de caixa ou em terminal de autoatendimento;
  • duas transferências, por mês, para conta de depósitos de mesma titularidade;
  • dois extratos, por mês, contendo a movimentação dos últimos 30 dias;
  • consultas pela Internet;
  • extrato consolidado, até 28/02 de cada ano, discriminando, mês a mês as seguintes cobranças do ano anterior: tarifas e juros, encargos moratórios e demais despesas incidentes sobre operações de
  • créditos e de arrendamento mercantil;
  • prestação de qualquer serviço por meios eletrônicos, no caso de contas cujos contratos prevejam utilizar exclusivamente meios eletrônicos.