Socopa recomenda venda de ações da Sadia

Perdas da companhia com o mercado financeiro mostram que a crise nos Estados Unidos poderá ter impacto maior que o esperado nas empresas brasileiras

A crise financeira desencadeada pelas hipotecas de alto risco (subprime) nos Estados Unidos pode ter efeito maior que o imaginado nas contas das empresas brasileiras. Após anunciar uma perda de 760 milhões de reais com operações de câmbio, a Sadia teve suas ações rebaixadas pela corretora Socopa.</p>

A instituição está aconselhando seus clientes a vender os papéis da companhia e reduziu sua projeção de preço para as ações (SDIA4) em dezembro de 13,90 reais para 9 reais. Muito antes de a corretora divulgar sua recomendação, entretanto, os investidores já corriam para se desfazer dos papéis na Bolsa. Ao término do pregão desta sexta-feira (29/9), as ações era cotadas a 6 reais, o que representa uma desvalorização de 35,48% frente ao fechamento de ontem.

Pelos cálculos da Socopa, com as perdas anunciadas hoje, a Sadia deverá registrar um prejuízo líquido de 408 milhões de reais no terceiro trimestre, reduzindo seu ganho no ano para 22 milhões de reais. “Acreditamos que a capacidade de investimento para o próximo ano será bastante afetada em virtude da forte redução de caixa e pela elevada relação Dívida Líquida/EBITDA que projetamos para este ano”, afirma a corretora em relatório.

A Sadia conseguiu um financiamento de 1,6 bilhão de reais para cobrir suas perdas financeiras, mas deverá pagar caro por ele. A crise financeira reduziu o volume de recursos disponível no mercado, obrigando os tomadores a pagar mais pelo dinheiro. Por isso, a Socopa estima que o nível de dívida da Sadia ficará acima do limite estabelecido pela companhia.

O que aconteceu com a Sadia?

Na avaliação dos analistas, a Sadia ultrapassou os limites ao operar no mercado de derivativos. A companhia se posicionou no mercado de câmbio acreditando na desvalorização do dólar frente ao real, como vinha acontecendo nos últimos meses. Porém, com o agravamento da crise nos Estados Unidos, o dólar disparou no Brasil, gerando perdas para a empresa (entenda como). Para piorar a situação, a Sadia informou nesta manhã que possuía 12 milhões de dólares investidos no banco de investimentos Lehman Brothers, que quebrou há menos de duas semanas.

Esta não é a primeira vez que a Sadia contabiliza perdas com operações especulativas. Em 2002, a companhia reconheceu fortes prejuízos com títulos da dívida soberana brasileira.