Smiles facilita compra de passagens aéreas internacionais

Programa de fidelidade passa a permitir que passagens internacionais e outros produtos sejam pagos com milhas e dinheiro

São Paulo – Clientes do programa de fidelidade Smiles agora podem comprar passagens aéreas e outros produtos sem precisar fazer 100% do pagamento com milhas, completando o valor que for necessário em dinheiro.

Antes, apenas passagens de voos da GOL podiam ser pagas com dinheiro e milhas, mas agora as passagens internacionais, realizadas com companhias aéreas parceiras do programa, assim como produtos da loja virtual, também aceitam essa forma de pagamento.

“Clientes que poderiam ter suas milhas expiradas por não possuir um volume suficiente para comprar a passagem, agora poderão fazer o resgate mesmo com poucas milhas. Isso democratiza o acesso”, afirma Leonel Andrade, presidente da Smiles.

Segundo Andrade, a ampliação do produto Smiles & Money, que permite a compra com milhas e dinheiro, vem em boa hora já que flexibiliza as possibilidades de pagamento dos clientes em um momento no qual os orçamentos estão mais apertados, em virtude da crise.

Ele explica, no entanto, que o novo modelo de pagamento não foi proposto por causa da crise. Já era algo planejado há algum tempo, que pôde ser concretizado com a implementação do novo sistema de busca da empresa, lançado no fim de outubro

Na prática, o cliente agora terá quatro opções de pagamento. A primeira delas é o pagamento convencional, feito inteiramente com milhas. As outras três opções combinam: o pagamento de uma parcela maior em milhas e menor em dinheiro; metade em milhas e metade em dinheiro; ou uma parcela maior em dinheiro e outra menor em milhas.

Essas opções serão definidas previamente pelo sistema. Assim, o cliente não poderá fazer exatamente a combinação que quiser, ele deverá observar as formas de pagamento propostas pelo site.

Crescimento em resgates internacionais

Além da GOL, a Smiles conta hoje com 12 companhias aéreas parceiras: Air Canada, Delta, AirFrance, KLM, Qatar, Aerolíneas Argentinas, Aeromexico, Etihad Airways, TAP, Alitalia, Copa Airlines e Korean Air. Ainda que as parcerias com a Air Canada e a Aeromexico já estejam fechadas, os voos de ambas as companhias não estão disponíveis por enquanto.

Juntas, essas empresas oferecem 700 mil opções de passagens aéreas em um intervalo de 330 dias.

Mesmo diante da queda na demanda por voos internacionais, por causa da crise, Leonel Andrade ressalta que a Smiles tem elevado a emissão de passagens para o exterior. Nos primeiros nove meses do ano, o programa registra um aumento de quase 70% nos resgates internacionais, em relação ao mesmo período de 2014.

“A ampliação dos voos internacionais está trazendo mais clientes de alta renda. Clientes que tipicamente viajavam com concorrentes estão vindo para a Smiles com o aumento da oferta de passagens para o exterior”, afirma o presidente da Smiles.

O aumento dos resgates internacionais foi possibilitado principalmente pelas parcerias fechadas ao longo dos primeiros nove meses do ano com as companhias Alitalia, Copa Airlines e Korean Air.

Ao considerar todas as parcerias, hoje a Smiles oferece opções de voos para mais de 160 países.