Seu voo foi cancelado por causa da greve? Veja o que fazer

Aeroportos estão enfrentando restrições de abastecimento de combustível por causa da greve dos caminhoneiros. Veja o que fazer se seu voo foi cancelado

São Paulo — A greve dos caminhoneiros entrou em seu quinto dia nesta sexta-feira (25) e vários aeroportos pelo país estão enfrentando restrições de abastecimento de combustível. Por esse motivo, Gol, Azul, Latam e Avianca cancelaram alguns voos que seriam operados hoje.

Em nota, a Infraero disse que “segue monitorando o abastecimento de querosene de aviação por parte dos fornecedores que atuam nos terminais e já alertou aos operadores de aeronaves que avaliem seus planejamentos de voos para que cada um possa definir sua melhor estratégia de abastecimento de acordo com o estoque disponível na origem e destino do voo”.

A Infraero informou ainda que está em contato com órgãos públicos relacionados ao setor aéreo para garantir a chegada dos caminhões com combustível de aviação aos aeroportos administrados pela empresa e, aos passageiros, recomenda que procurem suas companhias para consultar a situação de seus voos.

Aos operadores de aeronaves, a Infraero orientou que façam a consulta sobre a disponibilidade de combustível na origem e no destino do voo programado. “A Infraero compreende o direito de manifestação, mas entende que os protestos devem ocorrer sem afetar o direito de ir e vir das pessoas, bem como a segurança das operações aeroportuárias”, afirma a nota.

Se você teve um voo cancelado por causa da greve, veja abaixo como proceder em cada uma das companhias aéreas:

Avianca

A Avianca informou que está acompanhando de perto os impactos causados em cada um dos aeroportos em que atua e que, até agora, suas operações foram bem pouco afetadas.

Os passageiros que estiverem com problemas devem ligar para o número 4004-4040 para remarcar seu voo, sem pagamento de taxa de diferenças tarifárias, até o dia 29 de maio.

Azul

A Azul informou que está acompanhando a greve dos caminhoneiros, que teve que realizar alguns cancelamentos em suas operações e que está trabalhando para mantê-las normalizadas.

A companhia disponibilizou o cancelamento ou a remarcação do bilhete para voar até dia 31 de maio para os clientes impactados pela greve. As alterações devem ser realizadas pela central de atendimento, nos telefones 4003-1118 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800-887-1118 (demais localidades).

Gol

Devido à restrição no abastecimento de combustível, a Gol recomenda que o consumidor verifique o status do seu voo, caso tenha uma reserva, no site da empresa.

Os passageiros que tiverem voos cancelados poderão remarcar suas viagens gratuitamente ou pedir o reembolso das passagens. O número do SAC é 0800 704 0465.

Latam

A Latam Airlines Brasil informa que, devido às restrições de abastecimento de combustível provocadas pela greve dos caminhoneiros, precisou cancelar voos.

Os passageiros com partidas, chegadas ou conexões domésticas programadas para hoje nos aeroportos de Brasília, Confins, Goiânia, Maceió e Uberlândia podem alterar seus voos sem a cobrança de taxa de remarcação e das diferenças tarifárias da passagem para nova data, sem multas.

A companhia flexibilizará suas regras até que a situação seja normalizada. Os passageiros podem entrar em contato com a Central de Vendas, Informações, Fidelidade e Serviços (4002-5700 nas capitais ou 0300-570- 5700 nas demais localidades do Brasil) ou procurar uma loja da companhia.

Os demais clientes podem verificar e confirmar a situação de seus voos diretamente no site, na página Status de Voos.