Santander reduz taxas cobradas na plataforma Superdigital

Diante da concorrência de outras fintechs, banco resolveu tornar a oferta da sua plataforma mais atrativa, com a possibilidade de zerar a taxa

São Paulo – O Santander resolveu baixar as tarifas cobradas em sua plataforma Superdigital, que permite transferir dinheiro e rachar contas com outros usuários por um aplicativo.

O cliente pode agora escolher pagar apenas por saque ou transferência, que irão custar 5,90 reais cada, ou ter direito a quatro saques e transferência por 9,90 reais. Essa taxa única pode não ser cobrada se o cliente movimentar mais de 500 reais por mês. O modelo é semelhante ao que o banco adotou nos cartões de crédito da linha Free.

Antes, para utilizar a plataforma era necessário pagar uma mensalidade que variava entre 7,90 reais a 11,90 reais por mês. A primeira taxa valia para contas individuais, enquanto a segunda era válida para contas familiares, nas quais é possível adicionar até três pessoas que poderão realizar transações pela plataforma.

O objetivo do banco ao reduzir a taxa é tornar a plataforma mais atrativa diante da concorrência de outras fintechs, como Nubank, Original e Banco Inter, que adotam o modelo de isenção de taxas. A Superdigital também é uma fintech, comprada pelo banco em 2016. Da mesma forma que as concorrentes, o público alvo da ferramenta são pessoas de 25 a 35 anos.

Além de realizar transferências e criar grupos para dividir contas em uma interface semelhante ao do Whatsapp, a Superdigital também permite, por meio de um cartão pré-pago, carregar bilhete de ônibus (funcionalidade válida para São Paulo), carregar créditos no celular, fazer o câmbio de dez moedas, pagar impostos, entre outras funcionalidades.

No segundo semestre deste ano o banco pretende oferecer crédito e opções de investimento pela plataforma, como poupança e fundos.