Banco simplifica acesso ao financiamento de carro

Novo sistema deve acelerar a aprovação do crédito e mostrar alternativas em tempo real, mas cuidado para não tomar empréstimo sem necessidade

São Paulo – O Santander simplificou sua plataforma para “desburocratizar” o financiamento de carros e reduzir a frustração de consumidores que recebem um não para aprovação do crédito. O sistema, segundo o banco, deve acelerar o processo de análise para liberar o financiamento e mostrar alternativas de crédito em tempo real, na loja.

Implantada até agora em 10 mil concessionárias e revendas, a plataforma reduz de 108 para 9 o número de campos a serem preenchidos pelos vendedores no processo de pré-aprovação do crédito. No total, são 25 campos até a liberação do financiamento.

O novo sistema também apresenta, em tempo real, alternativas de financiamento para quem não conseguiu a aprovação do crédito. “Antes, o sistema simplesmente informava que o crédito tinha sido negado. Agora, já indica que com 25% de entrada, por exemplo, o financiamento pode ser aprovado”, explica o diretor do Santander Financiamentos, André Novaes.

Durante os 20 anos em que atua nesse mercado, Novaes viu o processo  de aprovação do crédito se tornar cada vez mais burocrático para consumidores. Agora, o foco do Santander é melhorar a experiência de quem precisa financiar o carro e dar mais poder de negociação para os clientes. Até o fim do ano, o novo sistema deve estar disponível para todas as 12 mil lojas conveniadas ao banco.

No ano que vem, o Santander promete disponibilizar a plataforma online de análise de crédito para clientes que comprarem imóveis no portal Webmotors. Assim, consumidores interessados em comprar veículos poderão fazer contato com os vendedores já com o crédito pré aprovado.

Cuidado antes de pegar o empréstimo

Antes de financiar um bem, seja um carro ou uma casa, você deve ter certeza de que esta alternativa é realmente a mais indicada para o seu caso.

Pode ser mais vantajoso, por exemplo, se você puder esperar um pouco mais para comprar um carro e ir investindo o dinheiro que seria destinado ao financiamento por algum tempo.

Se você não pode esperar para ter o carro e não tem o dinheiro para comprar à vista, a primeira coisa a fazer antes de tomar o financiamento é comparar os juros cobrados pelos bancos nessa modalidade de crédito.

A simplicidade de tomar o empréstimo, neste caso, não pode falar mais alto do que o custo efetivo total da operação, segundo especialistas.

No site do Banco Central é possível encontrar uma tabela com as taxas de juros praticadas pelas instituições financeiras para a aquisição de automóveis.