Santander entra na briga por pagamentos virtuais pelo celular

Pagamento por aproximação, transferências instantâneas e divisão de contas com amigos são novas funcionalidades oferecidas pelo aplicativo do banco

São Paulo – O Santander começa, nesta semana, a oferecer funcionalidades de pagamentos e transferências virtuais por meio de seu aplicativo móvel, o Way.

Fazer transferências instantâneas, dividir o pagamento de contas entre amigos e fazer pagamentos por aproximação, usando o celular no lugar do cartão na maquininha, são as novas opções que estarão disponíveis para clientes de cartões de débito ou crédito do banco que já possuem ou baixarem o aplicativo.

As transações, em um primeiro momento, serão permitidas entre clientes Santander ou entre os clientes e estabelecimentos comerciais que possuem a GetNet, máquina de cartões do grupo. Há, entretanto, a intenção de expandir isso em um segundo momento para uma base maior de clientes, sem vínculos com o banco.

As atualizações estarão disponíveis entre esta terça-feira (10) e o final da semana tanto para usuários de iPhone quanto Android.

Até o final do ano, o Santander também deve disponibilizar outra funcionalidade, voltada para o varejo, que permitirá aos lojistas que trabalham com a GetNet aceitar os pagamentos por meio do aplicativo. Na prática, é uma solução que dispensa o uso e, com ele, os custos com aquisição e manutenção das maquininhas.

O anúncio acontece poucos dias depois de a concorrente Cielo anunciar o Cielo Pay, aplicativo que deve começar a funcionar em outubro e que permitirá substituir a posse da maquininha pelo aplicativo no celular.

“Queremos tornar o Way o principal método de pagamento dos nosso clientes”, disse o diretor de cartões e pagamentos digitais do Santander, Rodrigo.

Como funciona

A funcionalidade de transferências instantâneas, uma modalidade de P2P (pagamento entre pessoas), é uma variação das transferências bancárias, feitas por TED ou DOC.

A diferença na maneira como foram desenhadas, agora, pelo Santander, é que o cliente não precisará mais informar todos os dados do destinatário do pagamento, como número da agência e conta. A transferência pode ser feita diretamente por meio do telefone da pessoa, acessando a agenda de contatos do celular, ou então pelo email ou pelo CPF. Não há cobrança pela transação e o saldo é instantâneo.

A divisão de contas é voltada para pessoas que querem dividir, por exemplo, o pagamento de uma conta no bar ou de um churrasco. Pelo aplicativo, passa a ser possível selecionar o pagamento total feito a partir do extrato e “compartilhá-lo” com até 9 colegas, definindo o valor a ser debitado da conta ou do cartão de crédito de cada um.

Já os pagamentos com celular nos estabelecimentos comerciais serão por aproximação e por QR Code, a partir das maquininhas da GetNet. “Temos, de um lado, 7,5 milhões de clientes ativos usando o aplicativo com frequência, e, de outro, 1 milhão de pontos de venda usando a GetNet”, disse Cury. “O potencial de interações é enorme.”