Qual programa de milhas é o mais barato para viajar?

Site de viagens Melhores Destinos mostra quanto custam as passagens aéreas por pontos nos principais programas de fidelidade

São Paulo – O site de viagens Melhores Destinos pesquisou quanto custam, em média, as passagens com milhas nos quatro grandes programas de fidelidade das companhias aéreas brasileiras. O TudoAzul, da Azul, se mostrou o mais vantajoso para o bolso dos viajantes, seguido do Multiplus, da Latam.

Em terceiro lugar, ficou o Smiles, da Gol, e em último, o programa Amigo, da Avianca. Essa, no entanto, é apenas uma média, pois encontrar a passagem mais em conta por milhas exige muita pesquisa do consumidor. A variação no custo dos voos com mesma origem e destino por pontos, entre companhias aéreas diferentes, pode chegar a 600%.

O levantamento analisou a quantidade de pontos necessários para resgatar passagens nacionais entre as 15 cidades brasileiras com maior movimentação de passageiros. A pesquisa foi realizada em cinco datas diferentes, entre abril e setembro, para voos entre 24 e 30 de outubro, e a quantidade de pontos por voo se manteve.

Para elaborar o ranking, o site considerou a quantidade de vezes em que cada programa de fidelidade ofereceu o resgate com a menor quantidade de milhas. A plataforma também levou em conta a quantidade média de pontos necessários para resgatar uma passagem, considerando os 15 trechos pesquisados. Veja:

Cidade de origem Multiplus Latam Smiles GOL TudoAzul Azul Amigo Avianca
São Paulo 7.429 7.643 6.643 8.500
Rio de Janeiro 7.067 7.333 6.333 8.950
Campinas 11.154 13.600 8.833  
Belo Horizonte 8.375 10.400 6.500  
Vitória 9.094 10.063 8.188  
Curitiba 9.969 10.643 7.563 9.500
Florianópolis 10.033 11.467 8.125 10.000
Porto Alegre 10.094 11.375 8.500 10.000
Brasília 6.531 9.313 6.857 10.000
Manaus 14.125 14.563 10.688  
Belém 13.781 14.267 9.875  
Salvador 11.031 11.438 9.000 10.000
Recife 13.688 12.938 10.125 9.333
Fortaleza 12.250 13.313 9.667 10.000
Natal 13.906 14.500 9.667 10.000

A pesquisa mostrou que as passagens com milhas variam com a mesma intensidade que o preço dos voos tradicionais, pagos em reais. Uma passagem entre São Paulo e Natal, por exemplo, pode variar entre 10 mil e 60 mil pontos nos diferentes programas, com a mesma data de viagem e a mesma antecedência de compra. 

Confira, a seguir, a variação dos valores em viagens partindo de São Paulo (aeroportos de Congonhas e Guarulhos):

Cidade destino Multiplus Latam Smiles GOL TudoAzul Azul Amigo Avianca
Rio de Janeiro (Aeroporto Santos Dumont) 5.000 5.000 4.000 7.000
Rio de Janeiro (Aeroporto Galeão) 5.000 5.000 5.000 5.500
Belo Horizonte 5.000 6.000 5.000  
Vitória 5.000 6.000 4.000  
Curitiba 5.000 5.000 4.000 5.500
Florianópolis 5.000 5.000 4.000 10.000
Porto Alegre 6.000 8.000 5.000 10.000
Brasília 6.000 6.000 4.000 10.000
Manaus 14.000 10.000 10.000  
Belém 12.000 10.000 10.000  
Recife 10.000 8.000 13.000 7.000
Salvador 6.000 7.000 7.000 10.000
Fortaleza 10.000 10.000 8.000 10.000
Natal 10.000 16.000 10.000 10.000

Essa imensa variação no custo das passagens por milhas acontece porque não existe mais um valor fixo para resgatar passagens nacionais, como acontecia há alguns anos atrás. Assim, cresce a concorrência entre os programas de fidelidade, cada vez mais independentes das companhias aéreas.

“Viajar por milhas ficou mais complexo. Você junta pontos sem saber de quantos vai precisar para voar”, explica Leonardo Cassol, editor do Melhores Destinos e responsável pela pesquisa. Afinal, ainda vale a pena viajar por milhas? Sim, segundo Cassol, desde que viajantes tenham paciência para comparar as opções disponíveis de pelo menos dois programas de fidelidade diferentes.

Mas participar de todos os programas de milhagem também não é uma boa. “Pulverizar um pouquinho de milhas em cada um dos programas nãso vai resolver nada, pois os pontos vão vencer sem você conseguir juntar uma quantidade suficiente para poder usar”, orienta Cassol.

Fique atento à validade das milhas, que geralmente vencem em dois anos, mesmo no cartão de crédito. A dica é só transferir os pontos do cartão de crédito se eles forem vencer ou se você for resgatar uma passagem. Se não, é melhor aguardar por promoções que oferecem bônus. Algumas chegam a dobrar a quantidade de milhas no momento da transferência.

Fins de semana normalmente são o melhor período para encontrar passagens por menos milhas, mas fique atento às promoções, que podem gerar economia de até 80%. 

Assim como em voos pagos em reais, há uma antecedência mínima ideal para comprar passagens baratas por milhas. Procure emitir o bilhete por pontos entre 90 e 45 dias antes da data da viagem, para voos nacionais, e entre 120 e 90 dias para voos internacionais ou em janeiro, julho e feriados.