Quais versões do HB20 sedã que mais (e menos) desvalorizam com o tempo

A pedido do site EXAME, a KBB Brasil listou quais as versões de um dos automóveis mais vendidos no país que mais e menos desvalorizam com o tempo

São Paulo — Na hora de trocar de carro ou comprar um veículo zero-quilômetro pela primeira vez, nem sempre as pessoas se preocupam com o quanto o automóvel vai se desvalorizar ao longo do tempo. Essa é uma informação importante, uma vez que os carros já perdem valor assim que deixam as concessionárias.

A pedido do site EXAME, a KBB Brasil, referência internacional em preços de carros, levantou quais versões de um modelo bastante conhecido pelos brasileiros, que está entre os mais vendidos do país, o Hyundai HB20 sedã, mais e menos se desvalorizam após um ano de uso.

A primeira geração do modelo conta com três versões: uma de entrada, intermediária e topo de linha: Comfort Style, Comfort Plus e Premium, respectivamente.

O HB20S Premium 1.6 16V automático Flex apresenta a maior taxa de desvalorização, com 6,64% de perda de valor, seguido pela versão manual HB20S Comfort Plus 1.0 12V mecânico Flex que cai 6,53%. Por outro lado, a mesma versão, porém automática, é a menos desvalorizada do levantamento com porcentagem de 5,96% de preço.

Veja abaixo o levantamento feito pela KBB Brasil com as versões manuais dos automóveis 1.0 e automáticas 1.6, que têm o maior volume de vendas no mercado.

Modelo Valor (Agosto 2019) Taxa de desvalorização
4P PREMIUM 1.6 16V AT FLEX 4×2 Automático R$ 64.504 -6,64%
4P COMFORT PLUS 1.0 12V FLEX 4×2 Mecânico R$ 48.064 -6,53%
4P COMFORT STYLE 1.6 16V AT FLEX 4×2 Automático R$ 55.927 -6,42%
4P COMFORT STYLE 1.0 12V FLEX 4×2 Mecânico R$ 43.696 -6,23%
4P COMFORT PLUS 1.6 16V AT FLEX 4×2 Automático R$ 56.643 -5,96%