Primeira low cost a voar no Brasil, a Sky Airline é realmente mais barata?

Sky Airline realizou, nesta segunda (5), seu primeiro voo entre Santiago e o Rio. Veja o resultado de simulações feitas pelo buscador Viajala

São Paulo – Primeira companhia aérea de baixo custo (low cost) a operar voos regulares no Brasil, a Sky Airline realizou, nesta segunda (5) seu primeiro voo entre Santiago, no Chile, e o aeroporto do Galeão, no Rio. A pedido do site EXAME, o buscador de passagens aéreas Viajala fez uma análise de preços oferecidos pela empresa chilena com o objetivo de verificar se, de fato, os valores são mais competitivos do que o das concorrentes.

A conclusão é que a low cost apresentou o melhor preço em 34% dos casos, enquanto registrou o segundo melhor preço em 39% das simulações. O terceiro melhor preço foi apresentado em 18% dos casos.

Tabela extraída do Viajala.com.br que mostra um dos melhores preços do mês para a rota proposta: R$1.271, preço ofertado pela Sky Airline em voo direto para ida no dia 10 de janeiro e retorno no dia 19 de janeiro Tabela extraída do Viajala.com.br mostra um dos melhores preços do mês para a rota proposta: R$1.271, preço ofertado pela Sky Airline em voo direto para ida no dia 10 de janeiro e retorno no dia 19 de janeiro

Tabela extraída do Viajala.com.br mostra um dos melhores preços do mês para a rota proposta: R$1.271, preço ofertado pela Sky Airline em voo direto para ida no dia 10 de janeiro e retorno no dia 19 de janeiro (Viajala/Reprodução)

Nas vezes em que o valor ofertado pela Sky ficou em segundo ou terceiro lugar, o melhor preço foi apresentado pela Avianca ou pela Latam. Contudo, em 77% das vezes em que uma dessas duas companhias registrou o melhor preço ele era ofertado com a intermediação de uma agência de viagens ou site de troca de milhas aéreas.

Tabelas extraídas do Viajala.com.br que mostram a LATAM com preços mais baixos - R$1.421 no voo com escalas e R$1.486 no voo direto - na passagem de ida no dia 6 de janeiro e volta no dia 25 de janeiro, através de agência de viagem. O segundo melhor preço é o da Sky: R$1.596, no voo direto Tabela extraída do Viajala.com.br mostra a LATAM com preços mais baixos: R$1.421 no voo com escalas e R$1.486 no voo direto na compra de passagem de ida no dia 6 de janeiro e volta no dia 25 de janeiro, por meio de agência de viagem. O segundo melhor preço é o da Sky: R$1.596.

Tabela extraída do Viajala.com.br mostra a LATAM com preços mais baixos: R$1.421 no voo com escalas e R$1.486 no voo direto na compra de passagem de ida no dia 6 de janeiro e volta no dia 25 de janeiro, por meio de agência de viagem. O segundo melhor preço é o da Sky: R$1.596. (Viajala/Reprodução)

A Sky ainda não está incluída nas ofertas de site de compra de milhas, como MaxMilhas e 123Milhas, e tem uma presença tímida em agências de viagens, explica Eduardo Martins, diretor nacional do Viajala. Segundo ele, essa é a principal desvantagem da companhia aérea. “Agências de viagens têm maior poder para barganhar ofertas com as empresas, enquanto sites que vendem milhas podem ter preços mais atrativos do que os oferecidos por empresas, dependendo de quem vende a pontuação.

Embora a Sky nem sempre consiga competir no preço, a companhia aérea apresenta como vantagem voos diretos, que economizam tempo do viajante. No período analisado, em todas as simulações a Sky ofereceu voos diretos ligando as duas cidades, enquanto as concorrentes ora oferecem voos diretos, ora voos com escala.

Nesta terça-feira (6) foi inaugurado o voo da Sky entre Florianópolis e Santiago. No dia 3 de dezembro, será a vez de ligar São Paulo com a capital chilena.

Durante a inauguração do primeiro voo da companhia no Rio, o presidente da empresa, Holger Paulmann, informou que as tarifas para o Rio e São Paulo partem do equivalente a US$ 50 por trecho. Contudo, sinalizou que a empresa vai buscar, com o tempo, baixar esse preço. Como para Florianópolis o trajeto é mais curto, o valor, segundo o executivo, parte de US$ 39 o trecho.

Entre as características da empresa aérea está o espaço menor para bagagens de mão e também entre as poltronas. A Sky não oferece refeição durante os voos.

Metodologia

Para realizar a pesquisa, o buscador usou como base o valor das passagens de ida e volta para viagens realizadas em janeiro de 2019. O levantamento incluiu voos diretos ou com escala, entre Rio e Santiago.

Durante o levantamento, feito no dia 29 de outubro, o Viajala constatou que a frequência de voos da Sky no país ainda é menor do que a de outras empresas, como Avianca e Latam: em 23% das datas analisadas, a Sky não ofertava voos. O buscador então resolveu retirar essas datas da pesquisa e considerar na análise somente as datas que incluíam voos das principais companhias aéreas nacionais e também da Sky.

Mais competição

A Sky Airline é uma das quatro empresas low cost com processos de autorização para voar no país em andamento na Agência Nacional de Aviação (ANAC). A europeia Norwegian e as argentinas Avian (subsidiaria da Avianca) e Flybondi são as outras aéreas que estão negociando com a ANAC a oferta de voos de baixo custo no país.

Fundada em 2002, a Sky transporta mais de 140 mil passageiros mensalmente e é a segunda maior companhia aérea chilena, atrás apenas da Latam. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s