Preço dos imóveis tem queda real em julho 

Em julho, o preço médio de venda de imóveis residenciais foi de 7.179 reais por metro quadrado

São Paulo – O preço dos imóveis residenciais à venda encerrou o mês de julho próximo da estabilidade, com variação de -0,03% em relação a junho. É o que aponta o Índice Fipezap. O indicador monitora o preço de imóveis anunciados para venda em 50 cidades brasileiras.   

Considerando a inflação esperada pelo IPCA, que é de 0,23%, o preço médio de venda de imóveis residenciais encerrou o mês com queda de 0,26% (em termos reais). Vale destacar que a queda real não é obtida com uma simples subtração. Para realizar o cálculo, é preciso dividir a oscilação dos preços pela variação da inflação. 

No acumulado do ano, o Índice FipeZap de venda residencial aponta alta nominal de 0,26%, variação inferior à inflação no período segundo o IPCA (+2,46%). A comparação entre a variação acumulada do Índice FipeZap e a inflação ao consumidor impõe ao preço médio de venda de imóveis residenciais uma queda real de 2,15% no balanço parcial do ano. 

Preço médio

Em julho, o preço médio de venda de imóveis residenciais foi de 7.179 reais por metro quadrado entre as 50 cidades monitoradas. 

A cidade do Rio de Janeiro se manteve como a capital monitorada com o preço do metro quadrado mais elevado 9.398 reais por metro quadrado, seguida por São Paulo 8.952 reais por metro quadrado e Brasília 7.268 reais por metro quadrado. 

Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por m², destacaram-se: Campo Grande  4.102 por metro quadrado, Goiânia 4.247 por metro quadrado e João Pessoa 4.492 por metro quadrado. 

Veja o preço médio do metro quadrado anunciado para venda e a variação dos preços nas capitais brasileiras pesquisadas pelo índice:

Cidade Preço médio do metro quadrado, em R$ Variação do preço em julho, em % Variação do preço nos últimos 12 meses, em %
São Paulo (SP) 8.952 0,19 1,96
Rio de Janeiro (RJ) 9.398 -0,35 -2,09
Belo Horizonte (MG) 6.273 0,04 -0,75
Brasília (DF) 7.268 -0,37 3,04
Salvador (BA) 4.942 0,21 0,03
Fortaleza (CE) 5.790 -0,08 -2,39
Recife (PE) 5.797 -0,14 -1,89
Porto Alegre (RS) 5.865 -0,03 -0,98
Curitiba (PR) 5.890 -0,44 -0,13
Florianópolis (SC) 6.893 0,04 3,28
Vitória (Es) 6.362 0,60 3,61
Goiânia (GO) 4.247 -0,48 2,91
João Pessoa (PB) 4.492 0,19 -3,16
Campo Grande (MS) 4.102 0,43 -2,97
Maceió (AL) 4.743 1,00 -0,89
Manaus (AM) 4.838 0,45 2,60