Preço do aluguel recua 0,67% em junho e 2,64% no ano

Esta é a sexta queda nominal seguida do indicador quando comparado com o resultado do mês anterior

São Paulo – O Índice FipeZap de Locação, que acompanha o preço do aluguel residencial novo em nove cidades brasileiras, registrou variação de -0,67% em outubro na comparação com setembro.

Esta é a sexta queda nominal seguida do indicador quando comparado com o resultado do mês anterior. No acumulado do ano, a queda é de 2,64% e de 2,82% em 12 meses.

Os preços anunciados para locação considerados para o cálculo do índice são para novos aluguéis e indicam um cenário ruim para quem investe em imóveis para alugar.

Já inquilinos que procuram um novo imóvel ou vão renovar contratos vão ter condições de negociar valores mais baixos.

Em São Paulo, o aluguel recuou 0,52% sobre o mês anterior, acumulando no ano -2,48% e, em 12 meses, -2,05%.

Quando analisado o período de 12 meses encerrados em outubro, o FipeZap de outubro registrou a maior queda da série histórica nessa base de comparação.

Foi a quinta vez consecutiva que o índice mostrou queda nominal de preços quando comparado com o mesmo mês do ano anterior.

No mesmo período a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 9,93% e pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) foi de 10,09%.

Rio de Janeiro (-8,25%) e Curitiba (-3,47%) apresentaram as maiores quedas enquanto São Bernardo do Campo (3,65%) e Salvador (3,30%) mostraram as maiores elevações nessa base de comparação.

Em outubro de 2015, o retorno médio anualizado com aluguel foi de 4,6%.

O preço médio anunciado para locação por metro quadrado nas 9 cidades pesquisadas foi de R$ 32,53 ao mês.

A cidade com o metro quadrado mais caro foi o Rio de Janeiro (R$ 38,19 ao mês), seguida por São Paulo (R$ 36,32 ao mês).

O aluguel mais barato foi em Curitiba (R$ 16,17/mês)