Planner recomenda venda de ações das Lojas Americanas

Para corretora, empresa não está oferecendo aos investidores o retorno esperado

Está na hora dos investidores se desfazerem das ações das Lojas Americanas LAME4. A recomendação é da corretora Planner, que baseia sua posição no fato de que a estrutura de atendimento multicanal da empresa não está oferecendo o resultado esperado.

No segundo trimestre, a companhia amargou prejuízo de 14,5 milhões de reais, apesar de ter elevado sua receita em 21% em relação ao mesmo período do ano passado. “A estrutura operacional tem dificultado uma redução mais acentuada das despesas operacionais, mesmo com os ganhos de sinergias da fusão da Americanas.com e Submarino”, afirma a corretora em relatório.

Além disso, a parceria com o Itaú na criação de uma financeira não se mostrou bem sucedida. As perdas da Financeira Americanas Itaú (FAI) chegaram a 18,9 milhões de reais no primeiro semestre, comprimindo as margens e “sinalizando necessidade de uma reestruturação do grupo”, destaca a Planner.

Neste ano, as ações das Lojas Americanas acumulam queda de 35% na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Às 16h03, os papéis eram negociados a 10,23 reais, em alta de 1,08%.