Os bancos que cobram menos tarifas

Nem sempre os bancos digitais saem na frente quando o assunto são taxas menores. Compare

São Paulo – A conta digital oferecida pelo Banco Inter é a escolha certa tanto para um perfil de cliente que usa poucos serviços bancários quanto para o que faz muitas transações bancárias pela internet ou em terminais de autoatendimento.

Contudo, como outros bancos digitais, o Banco Inter não oferece o serviço de cheques de forma avulsa. Para quem não abre mão do serviço e também prefere usar os serviços presenciais de agências, a opção mais barata é o Banrisul, seguido pelo Bradesco.

O Banrisul cobra 18,45 reais por mês para quem utiliza pouco os serviços bancários e 41 reais para quem faz mais operações. Já o Bradesco cobra 19,40 reais em tarifas no primeiro perfil e 54,20 reais para o segundo.

É o que mostra um levantamento feito pela associação de consumidores Proteste em dezembro com dez bancos, incluíndo instituições de menor porte e bancos digitais.

A Proteste comparou as taxas cobradas por cada banco para dois perfis de clientes: quem realiza dois DOCs/TEDs, três transferências entre contas, consulta um extrato e realiza quatro saques por mês, e outro que faz seis DOCs/TEDs, consulta três extratos, realiza dez saques e faz sete transferências entre contas.

O Banco Inter é o único que tem, de fato, uma conta digital gratuita. A conta digital pode oferecer serviços ilimitados e gratuitos, desde que sejam usados exclusivamente por meio digital ou canais de autoatendimento.

Desde o último estudo que a Proteste fez sobre o tema, as opções de contas digitais diminuíram, principalmente as gratuitas.

Atualmente, as contas digitais dos bancos Original e Neon são pagas. Já os três grandes bancos que forneciam serviços ilimitados e gratuitos (Itaú, Banco do Brasil e Bradesco) suspenderam a oferta da conta para clientes novos.

As contas digitais deveriam ser sempre uma opção mais econômica, já que as transações são realizadas exclusivamente por meios digitais, o que torna a operação mais barata para o banco. Mas isso nem sempre é verdade, diz Renata Pedro, coordenadora de pesquisas da Proteste. “O estudo mostra que a conta oferecida pelo banco digital Neon tem tarifas mais caras do que os grandes bancos para os dois perfis pesquisados”.

O Nubank não foi incluído no levantamento porque não oferece uma conta corrente, mas uma conta de pagamento. Uma conta corrente tradicional, inclusive contas digitais oferecidas por bancos, oferecem serviços adicionais, como saques e cartões de débito. Portanto, a comparação com o cartão roxo não poderia ser feita.

Como o estudo leva em conta apenas dois tipos de perfis de uso, para perfis muito diferentes o ranking de bancos que cobram preços menores pelas tarifas pode mudar.

Veja abaixo o resultado da pesquisa da Proteste para dois perfis de clientes:

Pesquisa Contas Digitais Proteste Pesquisa Contas Digitais Proteste

Pesquisa Contas Digitais Proteste (Proteste/Reprodução)

O que pesar na escolha

Apesar de a conta digital do Banco Inter ser a mais indicada tanto para quem realiza poucas movimentações como quem faz diversas operações, é importante ressaltar que essas operações são feitas exclusivamente por meios digitais. Ou seja: quem prefere falar com o gerente na agência deve buscar outra opção.

O mais importante, segundo a Proteste, é que a conta corrente seja adequada ao perfil do cliente. Dessa forma, evita-se pagar a mais por serviços que não são utilizados. Por outro lado, quem tem uma movimentação mensal maior, e realiza muitos saques e transferências, também pode pagar desnecessariamente por serviços avulsos, que não estão inclusos em um pacote mais barato, caso não pesquisa qual é a cesta de tarifas mais adequada.

É importante saber que não há qualquer obrigação de se contratar um pacote de tarifas ao abrir uma conta. Por isso, o cliente pode dizer ao gerente que deseja uma conta sem cestas de serviços, caso não realize transações bancárias com tanta regularidade. Se necessitar de algum item que não se encontra na lista dos gratuitos, terá de pagar por eles de forma avulsa, o que, muitas vezes, acaba saindo mais em conta, diz a Proteste. É sem a contratação de uma cesta de serviços que em geral os grandes bancos ficam mais competitivos, segundo mostra a pesquisa.

Itens como cartão de débito, dez folhas de cheques e quatro saques por mês, entre outros, devem ser oferecidos obrigatoriamente pelos bancos e sem custos.

Há quatro tipos de pacotes padronizados disponibilizados obrigatoriamente, com preços diferentes em cada instituição financeira. Na pesquisa, a Proteste encontrou variações grandes de valores mensais. No pacote IV, o preço vai de 32 reais no Banrisul a 45 reais no Original.

Os bancos têm a obrigação de divulgar o valor de cada tarifa e taxa cobradas, além de quais serviços estão inclusos nas cestas comercializadas. Apesar de terem o direito de aumentar os encargos até duas vezes por ano, o cliente deve ser avisado com, no mínimo, 30 dias de antecedência.