Percentual de cheques sem fundos cresce em maio, diz Serasa

A taxa de devoluções de cheques foi de 2,39% em maio ante 2,38% em abril e 2,29% em maio do ano passado, segundo dados da empresa

São Paulo – O nível de devoluções de cheque por insuficiência de fundos no Brasil subiu em maio e atingiu o segundo maior patamar para o mês desde o início das medições em 1991, informou nesta quarta-feira a empresa de análise de informações de crédito Serasa Experian.

A taxa de devoluções de cheques foi de 2,39% em maio ante 2,38% em abril e 2,29% em maio do ano passado, segundo dados da empresa.

O maior nível para maio ocorreu em 2009, com 2,52% de cheques devolvidos.

Segundo economistas da Serasa Experian, o aumento do desemprego no país e a queda do rendimento médio da população estão impulsionando a inadimplência do consumidor em praticamente todas as suas modalidades, sendo a de cheques uma delas.