Os melhores CDBs para investir antes do segundo turno das eleições

Às vésperas do segundo turno, a rentabilidade média dos CDBs prefixados aumentou 15%, segundo o buscador de investimentos Yubb

São Paulo – Às vésperas do segundo turno das eleições, a rentabilidade média dos CDBs que pagam uma taxa fixa definida no momento da aplicação, chamados de prefixados, aumentou 15%, segundo o buscador de investimentos Yubb. O cenário de dúvida sobre o que vai acontecer com a inflação e os juros durante o próximo governo aumentou o rendimento desses  títulos e criou uma oportunidade.

No Tesouro Direto, há títulos prefixados com vencimento em 2021 que pagam 8,37% ao ano, acima da taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 6,50% ao ano. Nos bancos, há CDBs prefixados com vencimento em 2020 que pagam até 9,90% ao ano, segundo o Yubb. Os títulos com prazos mais longos pagam taxas ainda maiores.

Ninguém tem certeza do que vai acontecer com a política e a economia do país, o que faz com que a volatilidade no mercado financeiro aumente. Para atrair investidores, o mercado oferece taxas mais altas.

“As taxas prefixadas já foram ainda mais altas em momentos de volatilidade maior”, diz Conrado Navarro, especialista em finanças pessoais da plataforma de investimentos Modalmais.

Além disso, as taxas prefixadas estão altas porque o mercado espera que a taxa de juros vai subir no futuro. Os analistas esperam que a taxa básica de juros vai ficar em 6,5% ao ano em 2018 e vai subir para 8% em 2019, segundo o último Boletim Focus do Banco Central.

Para o mercado financeiro, se Jair Bolsonaro ganhar as eleições, como mostram as pesquisas, a economia vai melhorar mais rapidamente e as incertezas sobre o futuro diminuirão. Assim, é possível que os títulos prefixados voltem a pagar taxas mais baixas. Por isso, pode ser oportuno comprar esses títulos antes das eleições.

“A Selic vai subir, mas em prazos mais curtos, é pouco provável que volte a pagar mais do que essas taxas prefixadas oferecidas agora”, explica Navarro.

Taxas valem só para resgate no vencimento

É importante lembrar que investimentos prefixados sofrem variação diária de taxa de compra e venda no mercado, por isso, para garantir a rentabilidade fixada no momento da aplicação, é preciso manter o dinheiro investido até o prazo de vencimento.

Por isso, não é recomendado investir todo o seu dinheiro em títulos prefixados. Mantenha uma parte em investimentos com liquidez diária, como títulos públicos indexados à Selic ou CDBs pós-fixados, como sugere Otavio Vieira, sócio da assessoria financeira Taler.

“CDBs prefixados não são para todo mundo, são só para quem sabe o que está fazendo e os riscos que está encarando”, diz.

Quanto maior o prazo, maior o retorno oferecido, pois o risco da taxa de juros voltar a subir – e do prefixado deixar de valer a pena – é maior em um período mais longo. Como os analistas esperam que a Selic vai subir, pode não valer a pena investir em prefixados de prazos muito longos agora.

“Sugiro que os investidores tenham cautela e evitem os CDBs prefixados de prazos acima de três anos, para que não fiquem presos a determinada rentabilidade em um cenário tão volátil”, diz André Malucelli, diretor de Investimentos do Paraná Banco.

Os melhores CDBs prefixados

A pedido de EXAME, o site Yubb levantou os CDBs prefixados com as maiores rentabilidades do mercado, para investir em até 12 meses e 24 meses. Foram consultados 2.142 investimentos distribuídos por 191 empresas de investimentos. A seguir, confira os CDBs prefixados com as melhores rentabilidades.

Prazo de 12 meses

Banco emissor Corretora Valor mínimo inicial (em R$) Rentabilidade (em % ao ano)
Semear Ourinvest 1.000 8,40
Omni Banco Ourinvest 1.000 8,32
Omni Banco XP Investimentos 5.000 8,32
Máxima Easynvest 2.000 8,19
BS2 BTG Pactual Digital 5.000 7,90

Prazo de 24 meses

Banco emissor Corretora Valor mínimo inicial (em R$) Rentabilidade (em % ao ano)
Original BTG Pactual Digital 10.000 9,90
Original Guide Investimentos 10.000 9,85
Omni Banco Ativa Investimentos 10.000 9,71
Fibra Ourinvest 10.000 9,40
Fibra BTG Pactual Digital 10.000 9,30