Os bancos com mais reclamações em agosto, segundo o BC

Pelo segundo mês seguido, BMG lidera queixa entre os grandes e BICBANCO entre os médios

São Paulo – Em agosto, o BMG novamente liderou as queixas entre os bancos grandes, com mais de dois milhões de clientes, segundo o ranking mensal das instituições financeiras mais reclamadas do Banco Central (BC).

O conglomerado BIC (que representa o BICBANCO) também liderou pelo segundo mês consecutivo as queixas entre os bancos médios, com menos de dois milhões de clientes.

Dentre os bancos grandes, o segundo mais reclamado foi o conglomerado Mercantil do Brasil, que não estava entre os cinco bancos mais reclamados de julho. O Santander, que estava na segunda posição em julho caiu para a terceira. O Banrisul caiu do terceiro para o quarto lugar. E o HSBC passou do quarto apra o quinto lugar.

Dentre os bancos médios, o BNP Paribas, que estava no quinto lugar aparece agora em segundo. O J. Malucelli passou do segundo para o terceiro lugar do ranking, o conglomerado Société Genérale (bancos Cacique e Pecunia), que não estava entre os cinco mais reclamados, assumiu o quarto lugar e o Daycoval, passou da quarta para a quinta posição.

Metodologia

Para elaborar o ranking, o BC recebe as queixas dos clientes e analisa se houve descumprimento das normas do Conselho Monetário Nacional (CMN). Dessa forma, a lista considera apenas as reclamações procedentes.

O número de reclamações é dividido pelo número de clientes da instituição financeira e multiplicado por 1.000.000. O índice mostra, portanto, o número de reclamações de cada instituição financeira para cada grupo de um milhão de clientes. 

Assim, evita-se que alguns bancos apareçam sempre no topo do ranking por causa do maior número de clientes.

No mês passado, o ranking do Banco Central passou por algumas atualizações e agora, além de incluir financeiras na lista, permite a visualização das dez insituições com mais queixas, não apenas das cinco mais. 

Além disso, as informações sobre os tipos de reclamação e a visualização do ranking ficaram mais claras e uma nova aba foi incluída no ranking mostrando os tipos de reclamação mais recorrentes. 

O acesso ao ranking é feito pelo site do Banco Central.

Veja a seguir os resultados da lista dos bancos mais reclamados de agosto:

Bancos grandes – mais de dois milhões de clientes

As principais queixas entre os bancos grandes foram sobre a realização de débitos em conta sem autorização do cliente, restrição à portabilidade de crédito consignado e prestação dos serviços de conta-salário de forma irregular. Abaixo de cada tabela estão relacionados os tipos de reclamação mais recorrentes.

1º Lugar: BMG

Reclamações procedentes 87
Número de clientes 2.407.647
Índice* 36,13

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Concessão de crédito consignado sem a formalização do título adequado; restrição à realização de portabilidade do crédito consignado; e insatisfação com a resposta recebida da instituição financeira referente à reclamação registrada no BCB.

2º Lugar: Mercantil do Brasil

Reclamações procedentes 22
Número de clientes 2.092.937
Índice* 10,51

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por recusa injustificada; restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por ausência de documentação de desistência do devedor; e irregularidades relacionadas ao não fornecimento de contratos de operações de crédito consignado.

3º Lugar: Conglomerado Santander**

Reclamações procedentes 317
Número de clientes 30.919.216
Índice* 10,25

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

**Trata-se do Conglomerado Santander, que inclui a Aymore Crédito Financiamento e Investimentos S.A, o Banco Santander Brasil e a Companhia de Crédito Financiamento e Investimento RCI Brasil.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Realização de débitos não autorizados pelo cliente; prestação do serviço de conta-salário de forma irregular; e concessão de crédito (exceto consignado) sem a formalização do título adequado.

4º lugar: Banrisul

Reclamações procedentes 30
Número de clientes 3.809.294
Índice* 7,87

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por recusa injustificada; irregularidades relacionadas ao fornecimento de documento para liquidação antecipada de operações de crédito consignado; prestação do serviço de conta-salário de forma irregular. 

5º Lugar: HSBC**

Reclamações procedentes 73
Número de clientes 10.310.604
Índice* 7,08

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 1.000.000.

**Trata-se do Conglomerado HSBC, que inclui HSBC Finance Brasil Banco Múltiplo e HSBC Bank Brasil Banco Múltiplo.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Cobrança irregular de tarifa por serviços não contratados; prestação do serviço de conta-salário de forma irregular; e irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços.

Bancos médios – menos de dois milhões de clientes

Os bancos médios costumam atuar no fornecimento de crédito a pequenas e médias empresas, na concessão de crédito consignado e em financiamentos de carros.

As principais reclamações sobre os bancos médios foram relacionadas às operações de crédito consignado, seja pela concessão do crédito sem documentação, pela recusa da portabilidade de crédito e irregularidades nas informações prestadas sobre a modalidede.

1º lugar: Conglomerado BIC** 

Reclamações procedentes 39
Número de clientes 171.181
Índice* 227,82

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100 mil.

**Trata-se do Conglomerado BIC, que inclui o Banco Industrial e Comercial S.A. e a Sul Financeira S.A. Créditos e Financiamentos.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por recusa injustificada; irregularidades relacionadas ao fornecimento de documento para liquidação antecipada de operações de crédito consignado; e insatisfação com a resposta recebida da instituição financeira referente à reclamação registrada no BCB.

2º lugar: BNP Paribas**

Reclamações procedentes 95
Número de clientes 1.159.153
Índice* 81,95

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100 mil.

**Trata-se do Conglomerado BNP Paribas, que inclui, além do BNP Paribas Brasil, o Banco Cetelem e a Cetelem Brasil S.A. Crédito Financiamento e Investrimento.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Irregularidades relacionadas ao fornecimento de documento para liquidação antecipada de operações de crédito consignado; restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por recusa injustificada; e insatisfação com a resposta recebida da instituição financeira referente à reclamação registrada no BCB.

3º lugar: Conglomerado J. Malucelli**

Reclamações procedentes 24
Número de clientes 338.697
Índice* 70,85

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100 mil.

**Trata-se do Conglomerado J. Maluceli, que inclui o Paraná Banco.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Irregularidades relacionadas ao fornecimento de documento para liquidação antecipada de operações de crédito consignado; restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por recusa injustificada; e irregularidades relacionadas ao fornecimento de informações sobre operações de crédito consignado.

4º lugar: Conglomerado Société Générale**

Reclamações procedentes 26
Número de clientes 752.715
Índice* 34,54

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100 mil.

**Trata-se do Conglomerado Société Générale, que inclui os bancos Cacique e Pecunia.

Principais reclamações (em ordem decrescente): Restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por ausência de documentação de desistência do devedor; irregularidades relacionadas ao fornecimento de documento para liquidação antecipada de operações de crédito consignado; e restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por recusa injustificada.

5º lugar: Banco Daycoval

Reclamações procedentes 18
Número de clientes 617.192
Índice* 29,16

*Número de reclamações dividido pelo número de clientes e multiplicado por 100 mil

Principais reclamações (em ordem decrescente): Restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por recusa injustificada; restrição à realização de portabilidade do crédito consignado por ausência de documentação de desistência do devedor; e concessão de crédito consignado mediante a formalização de título adequado com base em documentação falsa.