Ônibus de SP poderá ser pago com cartões de débito e de crédito

Iniciativa é fruto de uma parceria entre Visa e Mastercard, a prefeitura de São Paulo e empresas dos terminais de cobrança instalados nos veículos

São Paulo – A partir do próximo sábado (14), usuários de transporte público poderão pagar a tarifa de 200 ônibus da capital paulista com cartão de débito, crédito ou pré-pago das bandeiras Visa e Mastercard que possuem a tecnologia de pagamento por aproximação (conhecida pela sigla em inglês NFC). Também poderão usar carteiras digitais embarcadas em celulares e demais dispositivos eletrônicos como meios de pagamento.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre as bandeiras, a prefeitura de São Paulo e empresas que fornecem os terminais de cobrança instalados nos veículos. As adquirentes Cielo e Stone também participam do projeto. O intuito é facilitar a vida do passageiro que não precisará mais sacar dinheiro nem enfrentar fila para recarregar o bilhete único. Basta aproximar o cartão em um dos validadores sinalizados e o valor da passagem será debitado diretamente na fatura (para cartões de crédito) ou na conta corrente (para cartões de débito), sem custo adicional ou taxas.

O projeto piloto terá duração de três meses e será feito em veículos de 12 linhas – o valor do investimento não foi informado. Para facilitar a identificação dos ônibus que possuem os terminais de NFC, serão colados adesivos nas portas com o símbolo do pagamento por aproximação (quatro ondinhas).

De acordo com dados da Visa, os pagamentos por aproximação fora dos Estados Unidos já respondem por 50% das transações presenciais. Há dois anos, não chegavam a 30%.

Com o anúncio que será feito nesta quinta-feira (12), São Paulo se une a cidades do mundo todo que já oferecem a alternativa para os usuários de transporte público. Entre elas, está o Rio de Janeiro que, em abril, instalou a tecnologia NFC nas 41 estações do metrô, e seu uso vem crescendo quase 60% mensalmente. Em quase cinco meses de operação, a Cielo já viabilizou 300 mil transações por aproximação nas catracas cariocas.

 

 

“Fizemos um levantamento que mostra que 94% dos clientes que pagam por aproximação no Rio se tornam usuários habituais”, afirma Fernando Teles, diretor-geral da Visa no Brasil. O executivo acrescenta que, para os operadores, esse sistema também traz benefícios ao ajudar a mensurar o fluxo de pessoas e os trajetos mais percorridos. “Esse é só o começo. A ideia é que todos os modais possam ser pagos com cartões.”

A expectativa é que, em breve, Elo e Amex também venham a ser aceitos nos ônibus.

Terra da garoa e do NFC

De acordo com dados da Visa Consulting & Analytics, São Paulo é a cidade com maior uso da solução NFC em todo o país. Esse número cresceu mais de 600% se comparado ao ano passado.

Os segmentos em São Paulo com maior número de transações por aproximação são restaurantes, padarias e supermercados, o que indica que o consumidor utiliza a tecnologia em compras recorrentes.