Onde investir R$ 100 mil em três anos?

Internauta questiona onde investir R$ 100 mil para resgatar em três anos, sendo que a partir do 37º mês ele quer obter um rendimento de R$ 1,6 mil

Dúvida do internauta: Tenho 100 mil reais para investir durante 36 meses sem retirada dos rendimentos. A partir do 37º mês pretendo que o montante resultante produza uma renda líquida mensal equivalente a 1.600 reais. Em quais aplicações devo investir?

Resposta de Samy Dana e Alex del Giglio*:

Considerando a atual conjuntura macroeconômica e admitindo que você possua um perfil conservador, os produtos financeiros mais adequados para um horizonte de 36 meses são, certamente, do segmento de renda fixa pós-fixado, com rentabilidade atrelada ao desempenho de um indexador.

Em nossa opinião, as alternativas mais interessantes para o seu capital de 100 mil reais são as Notas do Tesouro Nacional – Série B (NTN-Bs), título do Tesouro Nacional, negociado pelo Tesouro Direto, que pagam a variação do IPCA mais juros, e as letras de crédito imobiliário/agronegócio (LCIs e LCAs), títulos emitidos por instituições financeiras com rendimento atrelado ao desempenho do CDI.

Assim sendo, sugerimos a seguinte alocação inicial:

*R$ 50 mil em NTN-B com vencimento em 2019;

*R$ 25 mil em LCI com prazo de 1080 dias;

*R$ 25 mil em LCA com prazo de 1080 dias.

Com essa distribuição de investimentos, você poderá ter uma rentabilidade líquida de IR entre 0,80% e 0,90% ao mês. Isso significa que você terá algo como 136 mil reais após 36 meses.

A partir desse momento a ideia é:

I. Reaplicar os recursos que estavam alocados em LCIs e LCAs em instituições financeiras que emitem as letras com possibilidade de resgate a qualquer momento, considerando que você fará suas retiradas mensais;

II. Reaplicar os recursos que estavam alocados em NTNs-B em papéis com prazos mais curtos e apropriados à nova realidade econômica.

A partir do 37º mês você iniciará as retiradas de 1,6 mil reais a valores atuais. Assim, devemos descontar a inflação esperada para todo período e considerar, tão somente, a rentabilidade real, ou seja, acima da inflação.

Após realizar os cálculos, com base em premissas da conjuntura atual, concluímos que você conseguirá manter uma renda líquida mensal equivalente a 1,6 mil reais atuais pelo prazo de aproximadamente sete anos, quando o seu capital será consumido na totalidade.

Bons Investimentos!

(*) Samy Dana é Ph.D. em Business, professor da FGV e coordenador do Núcleo de Cultura e Criatividade GV Cult. É consultor de empresas nacionais e internacionais dos setores real e financeiro e de órgãos governamentais, além de autor de livros de finanças pessoais. Esta resposta foi escrita em parceria com Alex Del Giglio, economista pela Univerisidade de São Paulo (USP), com extensão em finanças pela ESC Bordeaux e mestrado em Administração pela FGV. Responsável pela área educacional da Prime Finance Investimentos AAI Ltda., com sede em Manaus.

Perguntas, críticas e observações em relação a esta resposta? Deixe um comentário abaixo!

Envie suas dúvidas sobre planejamento financeiro e investimentos para seudinheiro_exame@abril.com.br.

**Texto alterado às 18h do dia 17/11/2014.