O que fazer primeiro com o pouco dinheiro que tenho?

Planejador financeiro Janser Rojo responde dúvida de leitor sobre investimentos. Envie você também sua pergunta

Pergunta do leitor: Ganhei 3 mil reais como pagamento de férias. Pago financiamento habitacional, tenho uma filha e minha mãe me ofereceu um terreno dela para construir uma casa e alugar. Também tenho que pagar gastos no cartão de crédito.

É melhor investir esses 3 mil reais e aguardar mais um pouco? O que fazer primeiro com o pouco dinheiro que tenho?

Resposta de Janser Rojo*:

Caro leitor, sua pergunta deve ser a mesma de muita gente que consegue uma boa quantia de uma só vez e precisa priorizar a forma de gastar ou aplicar esse dinheiro.

Em primeiro lugar, assumo que você não pretende usar este dinheiro das férias para viajar e nem para outros gastos maiores que ocorrem nesse período de descanso, ou seja, mesmo sendo suas férias, entendo que seus gastos se manterão nos patamares normais neste mês.

Sendo assim, o que você tem a mais para decidir o que fazer trata-se de um terço do salário e não mais que isso. Talvez o valor que você recebeu seja a soma desse um terço + adiantamento do salário do mês. Veja bem, esse adiantamento não se trata de um valor a mais do que o normal. Ele é simplesmente isso: um adiantamento do que viria no futuro. Dessa forma, precisa ser guardado para as despesas já previstas.

Temos, portanto, que decidir o que fazer com esse um terço do salário. Minha sugestão é que foque primeiro no equilíbrio do seu fluxo de caixa, ou seja, se os gastos do cartão de crédito farão você entrar no crédito rotativo (quando não se paga o valor total da fatura) dê foco em não deixar que isso aconteça. De que adiantaria ter um dinheiro guardado rendendo menos do que os juros desse crédito, não é mesmo?

Se o equilíbrio do fluxo de caixa não é um problema de forma que consiga pagar todas as despesas futuras previstas (inclusive aquelas com o dinheiro do adiantamento), aí sim podemos pensar em um investimento.

O investimento na construção de uma casa para alugar é um investimento de longo prazo e você só deveria pensar nisso se já tivesse dinheiro suficiente guardado em uma reserva de emergência e também dinheiro para seus projetos de curto prazo. Imagine sua frustração se acontece alguma coisa ou se tem a oportunidade de realizar algum projeto e todo seu dinheiro está “empacado” em um monte de cimento e tijolos?

Em resumo: caso os gastos do cartão de crédito sejam um problema, ataque isso primeiro! O que sobrar, comece a construir sua reserva de emergência para não ser mais pego desprevenido. E tudo isso com o valor correspondente a um terço do salário! O restante provavelmente você vai precisar para os gastos normais do próximo mês.

Comece a ter essa disciplina e o dinheiro será sempre uma ótima ferramenta para uma vida tranquila.

*Janser Rojo é planejador financeiro certificado pela Planejar – Associação Brasileira de Planejadores Financeiros

Envie suas dúvidas sobre investimentos para seudinheiro_exame@abril.com.br.