Como vai funcionar o programa de recompensas do Nubank

A cada 1 real gasto em compras, o usuário acumula 1 ponto para "apagar" valores da fatura do cartão

São Paulo – O celebrado cartão roxo Nubank lançará, enfim, o seu programa de recompensas na semana que vem. O Rewards vem sendo testado desde setembro do ano passado.

Segundo a fintech, a cada 1 real gasto em compras será possível acumular um ponto no programa.  Os pontos não irão expirar e poderão ser utilizados para pagar despesas com o serviço de streaming de vídeos Netflix, além de viagens de Uber e compras na Amazon.

Também será possível utilizar os pontos para ‘apagar’ outras despesas feitas no cartão de crédito, como assinaturas de streamings de música (Spotify, Apple Music etc), passagens aéreas e estadias em hotéis.

Não será necessário esperar a fatura fechar para utilizar os pontos acumulados no mês: eles poderão ser utilizados logo após cada compra. No caso de gastos parcelados, o valor total dos pontos já será contabilizado no programa logo após a aquisição.

A assinatura do Rewards será de 190 reais por ano e poderá ser paga de uma vez só ou parcelada: o custo, neste caso, será de 19 reais por mês. Os usuários do cartão poderão testar o programa por 30 dias, sem custo, a partir da data de lançamento.

Testes

Desde o dia 6 de julho, o Nubank lançou a lista de espera para o programa de benefícios. A fintech anunciou, na data, que as pessoas cadastradas teriam prioridade e seriam as primeiras a serem convidadas no lançamento oficial.

Quem se cadastrou nesta lista foi surpreendido, nesta semana, com as informações sobre o programa dentro do aplicativo e já passaram a acumular pontos. Outros vêm acumulando pontos desde maio.

Conforme as informações recebidas por esses usuários, para usar os pontos para pagar uma mensalidade de 29,90 reais do Netflix será necessário acumular 2.600 pontos. Ou seja, gastar 2.600 reais no cartão.

Para conseguir pagar gastos de 30 reais na Amazon, serão necessários 3 mil pontos. Já para ‘apagar’ despesas com corridas de até 25 reais no app Uber, será necessário acumular 2.500 pontos. Para pagar mensalidades de serviços de streaming de música, serão necessários 2 mil pontos.

A conversão para passagens aéreas deve ser de 1%, conforme a própria fintech relatou em seu perfil nas redes sociais. Ou seja, se o usuário acumular 20 mil pontos, consegue pagar uma passagem que custe 200 reais.

As taxas de conversão já variaram um pouco no período de testes, e devem continuar sendo modificadas, pois vão depender de negociações entre a administradora do cartão e parceiros. O intuito da fintech é conseguir reduzi-las ao longo do tempo.

Experiência

A diretora de clientes e vendas Juliana Vital, 32 anos, recebeu o convite para testar o Rewards em maio. Desde então, ela conseguiu pagar uma mensalidade da Netflix e do Spotify utilizando os pontos do programa.

Para isso, precisou gastar 4 mil pontos, que acumulou gastando 4 mil reais em compras. Na época, os pontos necessários no programa para abater uma mensalidade da Netflix era menor.

Juliana usa muito o cartão e diz que ficou satisfeita com o programa de recompensas. “Tem um bom custo-benefício, pois pago pouco por mês para ter acesso ao programa. Tenho outros cartões que permitem acumular mais pontos, mas as mensalidades são bem mais altas do que a do Nubank. Pago 800 reais por outros programas de fidelidade. É surreal”.

Juliana também ressalta a transparência do programa. “Os pontos acumulados ficam o tempo todo na página inicial do aplicativo. E, na fatura, mesmo que não tenha pontos suficientes, o Nubank mostra as despesas que podem ser abatidas quando tiver os pontos necessários.”

A diretora diz que está apenas esperando o Nubank aumentar seu limite de crédito para utilizá-lo como seu principal cartão. “Usando mais, poderei acumular mais pontos e terei mais benefícios no programa.”