Juro do cheque especial passa de 400% nos grandes bancos; veja a lista

Santander tem a taxa mais alta, de 425% ao ano, de acordo com o BC; Caixa reduziu juros da modalidade de 181% para 79% ao ano

São Paulo – Considerados os cinco maiores bancos do Brasil – Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander -, o Santander é a instituição que tem os juros do cheque especial mais caros, com cobrança de 12,51% ao mês e 311% ao ano.

As informações são de relatório do Banco Central sobre os juros do cheque especial médios aplicados por banco à pessoa física, e dizem respeito ao fim de outubro (23 a 29/10).

O Santander é seguido por Itaú (311% ao ano), Bradesco (308% ao ano) e Banco do Brasil (297% ao ano) na lista dos cheques especiais mais caros, entre os grandes bancos.

A Caixa, que já era, dentro do grupo, a instituição com o cheque especial mais barato, anunciou nesta terça-feira (12) cortes agressivos na modalidade: de acordo com o anúncio, os juros do cheque especial de seus clientes passarão de 8,99% ao mês para 4,99%. Em termos anuais, a cobrança cai do equivalente a 181% para 79%.

De acordo com os dados do BC, no final de outubro os juros médios cobrados pela Caixa no cheque especial eram de 9,41% ao mês, ou 194% ao ano.

Procurado, o Santander informou que as taxas do cheque especial continuam as mesmas, mesmo após o anúncio feito pela Caixa. “Reiteramos que somos o único banco que concede dez dias sem cobrança de juros para todos os clientes pessoa física no uso do limite extra da conta corrente, e sempre orientamos os clientes para que a utilização dele seja apenas no curto prazo e em emergências”, informou o banco, em nota.

Procuradas, as demais instituições não informaram se têm planos de rever nos juros do cheque especial após a redução da Caixa. O Itaú respondeu, em nota, “que sempre busca oferecer a melhor relação custo-benefício para seus clientes”. De acordo com a instituição, os juros no cheque especial partem de 2,6% ao mês (36% ao ano).

“Os valores cobrados dependem de fatores que vão além da Selic, como a inflação, os custos operacionais e as características de cada produto ofertado, além de considerar o perfil e o relacionamento do cliente”, informou, ainda, o Itaú.

O Banco do Brasil disse que “mantém monitoramento constante dos movimentos de mercado, com o objetivo de oferecer a melhor taxa para esta linha de crédito, cujo uso tem caráter emergencial”. De acordo com o BB, os juros do cheque especial para os clientes parte de 1,85% ao mês.

O Bradesco também foi procurado e não se manifestou.

Veja os juros no cheque especial à pessoa física cobrados pelos principais bancos*:

Banco Taxa ao mês Taxa ao ano
Santander** 14,81% 425%
Itaú Unibanco 12,51% 311%
Bradesco 12,44% 308%
Banco do Brasil 12,17% 297%
Caixa (taxa em outubro) 9,41% 194%
Caixa (nova taxa) 4,99% 79%

Veja a lista completa de juros cobrados no cheque especial pelos bancos verificados pelo BC (em %):

Instituição Taxa ao mês Taxa ao ano
BCO MERCANTIL DO BRASIL S.A. 16,1 499,9
BCO AGIBANK S.A. 15,13 442,3
BCO SANTANDER (BRASIL) S.A. 14,81 424,6
BCO A.J. RENNER S.A. 13,64 363,7
ITAÚ UNIBANCO S.A. 12,51 311,3
BCO BRADESCO S.A. 12,44 308,2
BCO DO BRASIL S.A. 12,17 296,5
BANCO ORIGINAL 11,97 288,5
BCO DO EST. DE SE S.A. 11,96 288,0
BCO DO ESTADO DO RS S.A. 11,93 286,5
BCO DAYCOVAL S.A 11,76 279,8
BCO SAFRA S.A. 11,2 257,5
BCO C6 S.A. 10,91 246,5
BCO RENDIMENTO S.A. 10,85 244,1
BCO DA AMAZONIA S.A. 10,48 230,8
BCO TRIANGULO S.A. 10,23 221,8
CAIXA ECONOMICA FEDERAL (taxa em outubro) 9,41 194,3
BCO BANESTES S.A. 9,32 191,2
BCO DO EST. DO PA S.A. 9,31 191,0
BRB – BCO DE BRASILIA S.A. 6,79 120,0
BCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. 6,57 114,7
BANCO PAN 6,24 106,7
CAIXA ECONOMICA FEDERAL (taxa nova) 4,99 79,4
BCO CAPITAL S.A. 4,85 76,6
BCO LUSO BRASILEIRO S.A. 4,6 71,6
BANCOOB 4,45 68,5
BCO FATOR S.A. 4,41 67,9
BANCO INTER 3,46 50,4
BCO SOFISA S.A. 2,68 37,3
BCO ALFA S.A. 2,41 33,1
BCO CCB BRASIL S.A. 0,63 7,8

* Os dados são do BC, referentes ao período de 23 a 29 de outubro de 2019
** Os dados para o Santader dizem respeito à semana de 18 a 24 de outubro de 2019