Itaú reduz juro do crédito consignado a aposentados e pensionistas do INSS

Com a decisão, que passa a vigorar a partir de terça-feira, dia 8, os clientes passam a contar com taxa de, no máximo, 1,99% ao mês

São Paulo – O Itaú Unibanco informou nesta segunda-feira, 7, ter reduzido a taxa máxima do crédito consignado (com desconto em folha de pagamentos) para aposentados e pensionistas do INSS, ficando abaixo do teto estabelecido pelo Ministério do Planejamento e pelo Conselho Nacional de Previdência (CNP).

Com a decisão, os clientes passam a contar com taxa de, no máximo, 1,99% ao mês. A nova taxa passa a vigorar a partir de terça-feira, dia 8.

“A redução da taxa para um nível inferior ao teto estabelecido pelo regulador tem como objetivo apoiar nossos clientes aposentados e pensionistas neste momento de recuperação do País após um longo período de contração da atividade”, destaca Ricardo Botelho, diretor do Itaú Unibanco, em nota à imprensa.

O anúncio de redução de juros no consignado ocorre após o Bradesco ter ultrapassado o Itaú e se tornado líder da modalidade. É a primeira vez que isso ocorre desde que o maior banco privado da América Latina comprou a carteira do mineiro BMG, em 2012.

O Bradesco totalizou R$ 45,3 bilhões em crédito consignado ao final de março, com crescimento de 3% em relação a dezembro, ante R$ 44,7 bilhões do Itaú, cujo incremento foi de 0,6%, na mesma base de comparação.