Investir em imóveis em Nova York é boa opção para brasileiros

Para corretores, a vantagem de Nova York reside no fato de que a cidade é uma capital de negócios, além de ser atrativa para o turismo

São Paulo – Com a crise econômica que assombra o Brasil nos últimos anos e provoca instabilidade financeira em, praticamente, todos os mercados, o número de brasileiros com carreira consolidada e vida estável que saem do país para recomeçar do zero em outro lugar, aumentou.

Segundo a Receita Federal, entre os anos de 2014 e 2016, mais de 55 mil pessoas entregaram a Declaração de Saída Definitiva do País.

Dado alarmante se comparado com o triênio de 2011 a 2013, em que número de pessoas que entregaram o mesmo documento era de 30 mil brasileiros.

Estima-se ainda que este valor seja maior, pois nem todo brasileiro que sai definitivamente do Brasil presta conta deste documento.

Segurança, qualidade de vida, melhores oportunidades, menos impostos e juros, melhor educação, intercâmbio ou aprender um novo idioma: esses são alguns dos motivos para os brasileiros deixarem o país.

Outro fator determinante para crescimento do número de brasileiros é a procura por um emprego – e a subida da taxa de desemprego no país pode ter colaborado para tantas pessoas terem partido nos últimos anos.

De acordo com o IBGE, em pesquisa realizada no segundo trimestre de 2017, a última Pnad registrou uma quantia de 13,8 milhões de brasileiros desempregados

Brasileiros no exterior

Entre os destinos mais procurados para começar uma nova vida, os Estados Unidos são os preferidos. Seja para morar definitivamente ou para passar férias, o país norte-americano é desejo de muitos brasileiros.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, atualmente, calcula-se que 2,5 milhões de brasileiros vivam no exterior; destes, 1,2 milhão nos Estados Unidos. Os números são referentes tanto a imigrantes legais, quanto as pessoas irregulares.

Morando em Nova York

Morar em Nova York é o sonho de muita gente. A pluralidade cultural oferecida pela capital do mundo atrai turistas de todos os cantos do planeta. Nova York é referência para moda, arte, educação, tecnologia e entretenimento.

A cidade mais influente do mundo proporciona diversas opções de lazer e atividades para os mais diversos gostos.

Porém, manter-se na cidade pode ser mais caro que o esperado. Comprar um apartamento em Nova York, por exemplo, seja para morar com a família, passar férias, ou para investimento, requer sempre ajuda profissional.

“Nova York é uma cidade cara, então, antes de comprar um imóvel, é importante ter a assessoria de um profissional, para garantir que o preço seja compatível com o estado do apartamento e com a localização”, alerta Paulo Gustavo Arca Cruz, proprietário da UP Real Estate (www.uprealestate.com.br), imobiliária especializada em imóveis de alto padrão, que comercializa imóveis no exterior.

Segundo ele, a vantagem de Nova York reside no fato de que a cidade é uma capital de negócios, além de ser atrativa para o turismo.

“Manhattan recebe anualmente mais de 60 milhões de visitantes, isso a faz, certamente, a cidade mais atrativa para negócios dos Estados Unidos”

A alta demanda fez com que, nos últimos anos, bairros como o Harlem demonstrassem intensa atividade imobiliária e valorização, entretanto a maior parcela da população que busca um imóvel em Manhattan ainda se concentra nos bairros mais valorizados e com localização mais privilegiada tais como: Upper East e Upper West Side, Midtown, Soho, TriBeca e Flatiron District.

No terceiro trimestre do ano, segundo Elliman Report, os preços médios dos imóveis em Nova York subiram 9,3% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, enquanto o número de vendas realizadas aumentou 13,0% Isso reflete o potencial de valorização e de liquidez que imóveis em Manhattan apresenta.

“É sem dúvida um mercado que vale a pena investir, no portfólio de imóveis comercializados pela UP Real Estate temos desde estúdios até Penthouses, dentre elas uma exclusividade que vale US$40 milhões localizada na Quinta Avenida.” completa Cruz.