Investimentos entram na Black Friday e pagam até 123% do CDI

Para entrar na onda da Black Friday, corretoras disponibilizam investimentos de renda fixa com retornos atrativos

São Paulo – A Black Friday, tradicional sexta-feira de descontos realizada nos Estados Unidos e importada para o Brasil, reúne não apenas diversos produtos com preços mais baixos, como eletrônicos e até imóveis, mas também investimentos que pagam taxas atrativas.

O evento será realizado no dia 27 deste mês, mas as aplicações financeiras com rentabilidade diferenciada serão oferecidas pela Easynvest ao longo do mês, até o dia 30 de novembro. A corretora pretende oferecer aplicações diferentes a cada semana. Para ter acesso às vantagens, basta que o investidor se cadastre no site da corretora.

Já a distribuidora de investimentos Órama irá disponibilizar opções de investimentos mais rentáveis a partir do dia 19, quando o cliente poderá entrar no site e agendar a aplicação para o dia 27.

Segundo Marcio Cardoso, sócio-diretor da Easynvest, a corretora conseguiu reunir uma série de ofertas de instituições financeiras parceiras este mês porque dezembro costuma ser um mês mais fraco para captação de recursos. “O objetivo dos bancos é se antecipar ao período e atrair mais investidores agora”.

Entre as opções de investimento disponibilizadas pela Easynvest e a Órama, estão Certificados de Depósito Interbancário (CDBs), Letras de Câmbio (LCs), Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) e Letras de Crédito Imobiliário (LCIs).

Um exemplo é o CDB que paga 123% da taxa DI (saiba mais sobre a taxa DI), oferecido tanto pela Easynvest como pela Órama. A rentabilidade é bem superior ao retorno oferecido pela poupança, pelos títulos públicos e pelos CDBs oferecidos por grandes bancos, que costumam pagar entre 80% e 90% da taxa DI.

Na Órama, o CDB que paga 123% da taxa DI é emitido pelo banco Luso-Brasileiro, tem prazo de dois anos e exige aplicação mínima de mil reais. Na Easynvest, para investir no CDB que paga 123% (cujo banco emissor não é revelado pela corretora) é necessário aplicar 8 mil reais, no mínimo.

Em ambos os CDBs, como o prazo de investimento é superior a dois anos, é cobrada a menor alíquota do Imposto de Renda, de 15%, de acordo com a tabela regressiva do imposto.

Já a remuneração da Letra de Câmbio (LC) oferecida pela Easynvest é prefixada e as rentabilidades são de: 17,40% em um ano, 18,5% em três anos e 18,93% em quatro anos.

Na corretora também é possível encontrar Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) que pagam 93% da taxa DI. A vantagem da aplicação é a isenção de IR, que garante ao investimento um retorno líquido de 16,20% em um ano.

A Órama também oferecerá LCIs com prazo de um ano que pagam, 99% da taxa DI, oferecida pelo Banco Máxima. Assim como a LCA, a LCI também conta com isenção de IR.

De acordo com Cardoso, da Easynvest, a escolha do investidor deve ser guiada pelo prazo do investimento e volume de recursos disponível. “Aplicações com prazos mais longos geralmente têm rentabilidade maior”.

O sócio-diretor da Easynvest ressalta que aplicações de até 250 mil reais por instituição financeira são garantidas pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC) se o banco emissor do título quebrar. “Nesse caso, o investidor tem o dinheiro de volta”.