Easy cria planos mensais de corridas com 3 primeiros meses grátis

Serviço de transporte individual começa a oferecer planos de assinatura no estilo Netflix para 17 capitais a partir de hoje

São Paulo — A regulamentação de empresas como a Uber em importantes cidades do país acirrou a concorrência no mercado de transporte individual nos últimos anos. De olho neste movimento, a Easy, antiga Easy Taxi, lança hoje em 17 capitais o “Club Easy”, um clube de benefícios com planos mensais de corridas.

Com um modelo de assinatura igual ao de serviços como Netflix e Spotify, o “Club Easy” é um pacote de vantagens que irá disponibilizar desde planos de corridas mensais mais acessíveis até vantagens exclusivas com parceiros do aplicativo.

São três opções de planos: Ouro, Prata e Bronze. A adesão pode ser feita diretamente no aplicativo e paga através do cartão de crédito já cadastrado na plataforma. A cobrança será automática, todos os meses, na fatura do cartão. Mas os três primeiros meses serão gratuitos para todas as pessoas que contratarem o serviço, que também poderá ser cancelado a qualquer momento.

Ao aderir a um dos planos, o passageiro terá direito a fazer um número determinado de corridas com descontos fixos durante 30 dias. O plano Bronze é o mais barato, custa 24,99 reais por mês. Ele dá direito a 10 corridas com 4 reais de desconto fixo em cada uma.

Já o plano Prata permite fazer 20 corridas com 5 reais de desconto em cada uma, por 49,99 mensais. A opção mais cara, o plano Ouro, custa 99,99 ao mês. Neste caso, o usuário pode fazer 30 corridas com desconto fixo de 6 reais em cada uma.

Sem aderir ao plano, o cliente que fizer 30 corridas de 6 reais cada uma terá que desembolsar 180 reais. Ou seja, a vantagem econômica do plano Ouro é de 80,01 reais. Já a vantagem econômica dos planos Prata e Bronze é de 50,01 reais e 15,01 reais, respectivamente.

Além dos descontos, todos os usuários do aplicativo que aderirem ao “Club Easy” vão ter atendimento prioritário e acesso a parcerias exclusivas entre a Easy e outras companhias, que ainda estão em fase de negociação.

SP e RJ vão esperar mais um pouco

Usuários de 17 capitais podem assinar o serviço a partir desta segunda-feira (24). São elas: Salvador, Recife, Maceió, João Pessoa, Fortaleza, São Luiz, Natal, Teresina, Palmas, Manaus, Belém, Florianópolis, Vitória, Goiânia, Brasília, Campo Grande e Cuiabá.

Os mercados mais concorridos onde a Easy atua, que incluem cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, ficarão para uma segunda fase do lançamento, que deve acontecer até o começo de junho, segundo Fernando Matias, CEO Brasil da Easy.

“Deixamos esses mercados para uma segunda fase porque vamos oferecer descontos ainda maiores nestas regiões, já que a concorrência é mais acirrada”, explica. “As opções de planos serão as mesmas, mas os descontos que cada um deles vai oferecer devem mudar.”

Segundo Matias, a empresa levou quase oito meses para desenvolver o modelo do “Club Easy”. “É um projeto que surgiu em setembro do ano passado. Nossa ideia era criar um modelo que pudesse fazer com que as pessoas de fato começassem a usar o transporte individual no seu dia a dia.”

“Começamos os testes em outubro e novembro de 2016. Testamos de tudo com uma base seleta de clientes, desde corridas infinitas até ‘cashback’, mas o modelo que se mostrou mais eficaz e vantajoso para todos os lados foi o de planos mensais com descontos fixos em corridas”, afirma.

O objetivo da Easy é de que 100% de seus clientes façam a adesão a um dos planos mensais e a expectativa é ampliar entre 60% e 70% o número de recorrências —quando o usuário volta a utilizar o serviço.

“Quando a gente teve a ideia do projeto, fizemos uma pesquisa tanto no Brasil quanto no exterior. Não encontramos nada parecido. Por isso, achamos que pode mudar significativamente o mercado de transporte individual no país, assim como o surgimento dos aplicativos mudou no passado. Estamos confiantes no sucesso do nosso novo modelo”, completa Matias.