Dinheiro traz felicidade? Este estudo com ganhadores de loteria respondeu

Pesquisadores da Suécia acompanharam se os vencedores de loteria se mantiveram satisfeitos com sua própria vida por mais de dez anos

São Paulo – Uma pesquisa feita na Suécia ouviu ganhadores de loteria e contrariou aquele ditado que diz que dinheiro não traz felicidade. Quem ganhou entre 100 mil dólares e um milhão de dólares se declarou muito mais satisfeito com a sua própria vida do que aqueles que ganharam até 100 mil dólares.

Quanto maior o ganho, maior o nível de bem-estar, segundo o estudo dos pesquisadores da Escola de Economia de Estocolmo, da Universidade de Estocolmo e da Universidade de Nova York.

A riqueza tem efeitos no longo prazo. Os vencedores de loteria suecos se mantiveram felizes por mais de dez anos e não houve evidências que o nível de saúde mental diminuiu com o tempo.

Essa foi a grande novidade trazida pela pesquisa. Até então, vários estudos já tinham mostrado a correlação entre felicidade e riqueza, mas nenhum tinha comprovado ainda a persistência dos efeitos da renda no bem-estar, segundo os estudiosos.

Para chegar a esse resultado, os pesquisadores ouviram mais de 3 mil pessoas entre 5 e 22 anos depois que elas ganharam na loteria.

A pesquisa seguiu o padrão de testes de novos medicamentos: comparou pessoas do mesmo gênero e idade que ganharam muito dinheiro, que receberam menos dinheiro ou que jogaram e não ganharam nada. Os autores do estudo acompanharam essas pessoas por mais de dez anos.